O Oásis Clube, localizado no tradicional bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte, venceu o primeiro round da batalha judicial contra uma família da capital que, desde 1970, briga na Justiça pela posse de parte do terreno do espaço de lazer. A pedido da defesa do clube, o desembargador Geraldo Augusto de Almeida entendeu que, pelo menos por enquanto, a totalidade do terreno de 5.900 quadrados deve ficar com o Oásis.
Conforme o Hoje em Dia mostrou, em 16 de maio, o Oásis havia perdido um terço do terreno por decisão do juiz Michel Curi, da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual e Autarquias. Na ação, Curi entendeu que houve invasão. Já o desembargador, acolheu agravo proposto pelo clube e determinou a suspensão da posse em favor da família. Com a decisão, que cabe recurso, foram liberados as piscinas, ginásio coberto, restaurante principal, entre outras partes do prédio da sede.
Demarcação 
Um dia após a decisão do magistrado de primeira instância, representantes dos herdeiros que brigam pelo terreno providenciaram a demarcação com tapumes e estacas de madeira. A entrada principal, na rua Salinas, foi interditada, assim como parte da secretaria, academia e sauna feminina. Todas as atividades nas piscinas e no ginásio foram interrompidas. Com 53 anos anos, o Oásis possui 40 funcionários e cerca de 900 associados.
O presidente do clube, Valdemar Gonzatto, comemorou a decisão do Tribunal de Justiça. Gonzatto alega que os advogados apresentaram documentos comprovando o recolhimento de IPTU desde a fundação. Para ele, o juiz de primeira instância pode ter sido induzido ao erro por uma questão técnica. “Contabilizamos muitos prejuízos. O clube praticamente parou, mas agora voltamos a funcionar normalmente”, afirmou.
A defensora dos herdeiros, Wanessa Amaral, foi procurada, mas não quis conceder entrevista.
Em meio à polêmica, um grupo de associados promoveu uma caminhada, com concentração na Praça Duque de Caxias, principal ponto do Bairro Santa Tereza, em apoio ao Oásis. Munidos de cartazes, eles seguiram pela rua Mármore até portaria do clube.