Archive for the ‘Uncategorized’ Category

clube da esquina

 

04032014708

 

04032014705

Reduto da boemia de Belo Horizonte será tombado

Processo de tombamento se iniciou e já está sendo feita a atualização do inventário dos imóveis do bairro Santa Tereza, na região leste da capital. Proprietários podem contar com isenção de IPTU

Patrimônio »

Reduto da boemia de Belo Horizonte será tombado

Processo de tombamento se iniciou e já está sendo feita a atualização do inventário dos imóveis do bairro Santa Tereza, na região leste da capital. Proprietários podem contar com isenção de IPTU

Rafael Campos – RedaçãoPublicação:14/03/2014 15:06

santa tereza bh melhor foto

Considerado um lugar pacato até pouco tempo atrás, o Santa Tereza se tornou referência cultural na cidade e mesmo reduto de boêmios

O tradicional bairro de Santa Tereza em Belo Horizonte possui vários símbolos. A música, marcada pelo surgimento do Clube da Esquina, no final da década de 1960; a boemia, representada pelos diversos bares e restaurantes; o ar interiorano; e, agora, o carnaval, impulsionado pelos blocos de rua, que ressurgiram em BH, tendo o bairro como um dos berços. Entretanto, na medida em que a capital mineira cresce, aumentam também as especulações imobiliárias e o temor de que tais traços – que marcam há anos o bairro – sejam engolidos pelo avanço da metrópole. Esse é um dos motivos pelo qual o processo de tombamento do bairro foi retomado e a previsão é que ele se concretize ainda este ano.

Apesar de a palavra “tombamento” remeter, em tese, a algo benéfico e saudável, os moradores do bairro querem mais explicações sobre o processo. “Temos percebido que há muitas dúvidas sobre como será feito, quais imóveis serão tombados e o que isso implicaria aos proprietários”, diz Karine Carneiro, integrante do Movimento Salve Santa Tereza. Na última quarta-feira, dia 12, durante assembleia dos moradores, ficou decidido a realização de um novo encontro – ainda sem data definida – com arquitetos e urbanistas, além de representante da prefeitura de BH (PBH) para esclarecer o assunto.

Quem está tocando o processo de tombamento é a Fundação Municipal de Cultura (FMC), por meio da diretoria de patrimônio. “A proteção por tombamento é uma medida complementar à proteção já estabelecida pela Área de Diretrizes Especiais do Santa Tereza, atuando especificamente como um instrumento para a preservação da memória da ocupação do bairro por meio da proteção das edificações”, afirma Leônidas José de Oliveira, presidente da FMC.
Ele explica que, atualmente, a Diretoria de Patrimônio Cultural da PBH está atualizando o inventário das edificações de interesse cultural. A previsão é que a lista seja apreciada pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município, em uma reunião aberta ao público. “A expectativa é que até abril o estudo seja finalizado e encaminhado para análise do conselho”, completa Leônidas.

santa tereza belohorizonte foto antiga

Até a década de 1980 o bairro não atraía os interesses imobiliários

Clima de interior

Para entender os motivos que levaram o bairro a conservar certa “aura” de cidade do interior, mesmo sendo vizinha da região central, é preciso voltar ao passado. Até a primeira metade do século XX, Santa Tereza, apesar de estar bem próximo à avenida do Contorno, era considerada distante do centro da cidade. “Na década de 1950, o bairro já presenciava a construção dos primeiros edifícios residenciais de pequeno porte. Mas, ainda assim, até meados dos anos 1970, o bairro carecia de infraestrutura básica, além de sofrer com as constantes inundações causadas pelas chuvas nas regiões lindeiras ao vale do Ribeirão Arrudas”, explica Leônidas Oliveira, presidente da FMC.

Portanto, durante um bom tempo, o bairro não se mostrava como uma região atraente aos empreendimentos de maior porte. O trânsito, principal problema das grandes cidades, não representava um entrave, já que o bairro não era – e ainda não é – um local de passagem. Consequência disso? Baixa densidade populacional, menos prédios e a conservação de imóveis do início do século XX.

Só a partir da década de 1980 que o bairro se tornou “interessante” para os empreendimentos imobiliários. “As mudanças no padrão de ocupação permaneceram ao longo dos anos 1990, quando o bairro se tornou, pela primeira vez, objeto de grandes obras, como a construção, em 1992, do viaduto que passa sobre a avenida dos Andradas, ligando Santa Tereza a Santa Efigênia e a construção da estação de metrô, inaugurada no ano seguinte”, lembra Leônidas.

Ainda na década de 1990, época da elaboração do Plano Diretor da Cidade, os moradores do bairro se mobilizaram, preocupados com uma possível descaracterização da região. Nessa época surgiu o Movimento Salve Santa Tereza. Outras entidades apoiaram o movimento, que culminou com a aprovação do artigo 83 da Lei 7166/96, que transformou o bairro em uma Área de Diretrizes Especiais (ADE). Tal iniciativa preservou os traços marcantes do Santa Tereza, sobretudo dos novos prédios, que não mais poderiam ultrapassar nove metros de altura.

Principais características do tombamento 

  • O tombamento não interfere em nada em relação à propriedade do imóvel tombado, que pode ser vendido, alugado ou modificado, desde que sejam mantidas as características físicas que motivaram a proteção e os parâmetros estabelecidos pela legislação urbanística
  • Os proprietários de imóveis tombados contam com mecanismos de incentivo à preservação da edificação, como a isenção de IPTU para os bens em bom estado de conservação
  • Os proprietários podem solicitar recursos para restauração da propriedade, em caso de necessidade, apoiados nas leis de incentivo à cultura. É preciso cadastrar no Programa Adote um Bem Cultural
  • Por meio da Transferência do Direito de Construir, o proprietário do imóvel tombado pode vender o potencial construtivo não utilizado no local. Por exemplo, se num terreno em que se poderia ocupar 300 m² existe uma casa tombada com 100 m² de área líquida, seria possível transferir os 200 m² não utilizados, observados os critérios específicos previstos pela legislação urbanística

Circuito de Esportes Radicais começa a ser construído sob Viaduto Santa Tereza

As obras orçadas em R$ 3,3 milhões, incluem ainda a recuperação estrutural do viaduto e estão previstas para ficarem prontas no segundo semestre deste ano

 

Valquiria Lopes

Publicação: 29/01/2014 23:48 Atualização: 30/01/2014 00:14

Os equipamentos urbanos da parte de baixo do Viaduto Santa Tereza, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, começaram a ser demolidos nesta quarta-feira para dar espaço ao Circuito de Esportes Radicais Santa Tereza. No local onde semanalmente ocorreu o evento Duelo de MCs, a arquibancada que ficava em frente à pista de apresentações já foi destruída e, por causa das intervenções, os encontros estão temporariamente suspensos. As obras orçadas em R$ 3,3 milhões, incluem ainda a recuperação estrutural do viaduto e estão previstas para ficarem prontas no segundo semestre deste ano.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, as intervenções serão feitas em duas etapas: na primeira, entre Bahia e Avenida dos Andradas, serão implantados pista de skate, palco com arquibancada, além de um espaço para oficinas e banheiros. No piso será feita a recomposição com paralelepípedo.

Na segunda fase da obra, entre Avenida dos Andradas e rua Aarão Reis, o projeto prevê a construção de um mini-circuito de bicicleta, mudanças para a arquibancada e o palco do anfiteatro. O posto policial já existente, os banheiros e a escada que dá acesso à parte de cima do viaduto serão revitalizados. Além disso, está previsto ainda a recuperação das estruturas de concreto do Viaduto Santa Tereza.

Moradores do Santa Tereza querem blocos no fim de semana e até as 20h

Os eventos não licenciados saíram do controle dos blocos, que suspenderam os ensaios, mas não evitaram que as pessoas se reunissem, sempre com registros de confusão

carnaval bar do orlando santa tereza

PUBLICADO EM 04/02/14 – 04h00
BERNARDO MIRANDA E LUCIENE CÂMARA

Mais de 4.000 pessoas reunidas em uma praça de menos de 2.000 m², carros de som tocando funk até de madrugada, brigas generalizadas e queixas de veículos arrombados. Esse foi o resultado do pré-Carnaval do último fim da semana em frente ao bar do Orlando, no Santa Tereza, na região Leste de Belo Horizonte. Os eventos não licenciados saíram do controle até dos próprios blocos, que suspenderam os ensaios, mas não evitaram que as pessoas se reunissem nos dias que se seguiram, sempre com registros de confusão. A consequência: comerciantes reduziram o horário de funcionamento por medo de vandalismo e reclamam dos prejuízos. Reuniões já foram marcadas entre os moradores e também com a prefeitura para tentar limitar o público e o tempo dos eventos.

Reflexos. Em função da confusão, o Bar do Orlando decidiu não abrir no Carnaval. “Está vindo muita gente de fora, com muita confusão. É um público bem diferente do que estamos acostumados a atender”, lamentou Orlando Siqueira, 59, proprietário do bar. Uma pizzaria resolveu fechar mais cedo nos dias de eventos. “De quinta a domingo tive que fechar bem mais cedo. Só nesse período, o prejuízo foi de R$ 40 mil. Tenho medo de depredações”, disse o empresário que pediu anonimato.

 O que achou deste artigo?
COMENTÁRIOS (5)
Sergio
Amaral
Não é só neste bairro que deve a lei do silêncio ser observada
Responder – 30 – 2 – 11:06 AM Feb 04, 2014
Cristiano
Martins
favelado é foda, onde a faveal invade vira confusão, povo não tem educação,e quando digo favelado não me refiro a quem mora na favela somente, me refiro a qualquer ignorante funkeiro semi-marginal.
Responder – 39 – 9 – 10:43 AM Feb 04, 2014
Thome
Silva
Santos
O pior não são as brigas, nem o som alto, o sexo livre e muitos menos o lixo. Com boa vontade, tudo isso pode ser contornado. O grave, o insuportável, o inaceitável, o execrável é este tal de funk. Nem o homem da caverna, que não dispunha de recursos como pauta, harmonia, ritmo, seria capaz de compor uma coisa tão ordinária.
Responder – 48 – 4 – 10:30 AM Feb 04, 2014
Ricardo
Cozzi
Só vamos lembrar que: quem se comporta como animal merece ser tratado como animal.
Responder – 33 – 9 – 9:49 AM Feb 04, 2014
Ricardo
Cozzi
O brasileiro no geral não é muito capacitado para viver em sociedade. Ele tem uma dificuldade enorme em saber onde os seus direitos acabam. Além disso, ele se importa apenas em um nível mínimo com o conforto do outro. Veja bem, não estamos falando do sujeito fazer barulho na sua própria casa. A situação é bem diferente. O brasileiro continua a enxergar a rua como uma terra de ninguém e onde vale tudo. É muita zona para um povo só…
Carnaval antecipado com funk atormenta o Bairro Santa Tereza
Festas programadas pelas redes sociais resultam em perturbação do sossego e até atentado violento ao pudor

Pedro Ferreira

Publicação: 04/02/2014 06:00 Atualização: 04/02/2014 07:21

Garis recolheram um caminhão de lixo somente na Praça Ernesto Tassini

O carnaval ainda não chegou, mas moradores da Praça Ernesto Tassini e das ruas Dores do Indaiá, Alvinópolis e Conselheiro Rocha, no Bairro Santa Tereza, Região Leste de Belo Horizonte, já sofrem as consequências da folia antecipada e movida a funk e música eletrônica. Como resultado, perturbação do sossego, transtornos no trânsito, atentado violento ao pudor, brigas, uso e tráfico de drogas, falta de estrutura como banheiros químicos e muita sujeira. Durante quatro madrugadas, de quinta-feira até domingo, moradores contam que não conseguiram dormir até as 5h por conta das festas programadas pelas redes sociais. A denúncia é que os eventos foram feitos sem autorização da prefeitura e dos órgãos de trânsito e segurança pública, informação confirmada pelo secretário da Regional Leste, Elso Matos.

Na tarde de ontem, garis da prefeitura recolheram um caminhão de lixo na praça. A maior reclamação é com o barulho e a sujeira. “Todos os dias tive que lavar a calçada da minha casa por causa do cheiro forte de urina. Ninguém aguenta”, reclama a aposentada Marfisa Souza, de 74 anos. Outras festas programadas pela internet preocupam os moradores. Na tarde de ontem, mais de 16,3 mil pessoas já haviam sido convidadas para um pré-carnaval no mesmo local, às 20h de quinta-feira, e 759 já tinham confirmado presença.

Na quarta, a Associação dos Moradores do Santa Tereza se reúne com a Belotur para discutir o que o presidente Ibiraci do Carmo chama de “invasão desordenada e sem limites no Baixo Santa Tereza”. “Fazem uma convocação pela rede social, o pessoal chega e logo lota. Nenhum morador do bairro está satisfeito”, reclama. O Movimento Salve Santa Tereza também marcou reunião para sexta-feira, em frente ao Mercado Distrital do bairro, para discutir o mesmo assunto e os preparativos para o carnaval. Também encaminhou pedido à BHTrans para limitar a entrada de veículos de fora no bairro durante o carnaval, como é feito em dias de jogos na Arena Independência, no Horto. Moradores e comerciantes seriam credenciados e receberiam adesivos para seus carros.

O dono do Bar do Orlando decidiu fechar as suas portas no carnaval se a bagunça continuar. “Estamos perdendo clientes incomodados”, disse Orlando Silva Siqueira, de 59. A mesma decisão foi tomada pelos donos da Pizzaria do Cardoso. A dentista Clara Márcia de Oliveira, de 41, conta que voltava da academia às 22h quando se deparou com homens urinando na rua. “Havia muito menor alcoolizado”, observou. “Quebraram minha árvore, fizeram sexo explícito na rua, todo mundo alcoolizado”, disse a dona de casa Efigênia Martins, de 70. Segundo ela, a praça comporta no máximo 500 pessoas, mas chegou a ter 6 mil em algumas madrugadas. “Nada é programado. Não tem estrutura para receber essa quantidade de pessoas, sequer um banheiro químico”, reclama.

A madrugada mais barulhenta foi de sexta-feira para sábado e não havia policiamento, segundo os moradores. “Sábado para domingo não suportei tanto barulho e fui dormir na casa do meu namorado no Bairro Santa Lúcia. Telefonei para minha filha às 2h30 e ela estava acordada. Parecia que o barulho estava dentro do quarto dela. Tanto é que eu briguei com ela achando que estava na rua”, disse a empresária Fabiana Sofia Carvalho, de 36, que mora na esquina da Alvinópolis com Dores de Indaiá.

O barulho do fim de semana foi tão alto que pacientes com câncer da Casa de Apoio Beatriz Ferraz, distante um quarteirão da praça, não conseguiram dormir. “Falta respeito com os doentes. São crianças e idosos debilitados com a radioterapia e a quimioterapia. Eles precisam de descanso”, lamenta a irmã de caridade Heloísa Nunes, de 47. “Vai chegando o carnaval e já é uma preocupação para nós. O barulho é muito estridente”, disse a religiosa.

POLICIAMENTO O chefe de comunicação social do 16º Batalhão da PM, tenente Francisco Barreto Neto, garantiu que a PM marcou presença e que não pode impedir o direito de ir e vir das pessoas. “Estamos cientes do problema e a gente pode combatê-lo de imediato impedindo o som alto, o comércio ambulante, prendendo quem está com drogas, mas não podemos cercear o direito da pessoa de estar na rua”, informou o tenente. Para o carnaval, o tenente disse que vai remanejar policiais de outras áreas.

santa tereza tem – site de santa tereza

http://santaterezatem.com.br/

santaterezatem

 

CAPITÃO NÃO MAIS ESTARÁ NA PRAÇA

capito-400x256

 

As árvores da Praça Duque de Caxias há anos são testemunhas silenciosas de acontecimentos alegres, da tranquilidade, do caos, das brincadeiras infantis, de violências e de tristezas, que acontecem no local.

Hoje, dia 16 de janeiro, às 15h30, assistiram à morte do Capitão. Aos 69 anos, Robero Dantas na certidão de nascimento,  era figura conhecida pelos frequentadores e vizinhos da Praça e na redondeza do Bar do Orlando. Vivia andando pelo bairro, nem sempre sóbrio,  mas era gentil e educado com as pessoas.

Ele morreu em um dos seus locais preferidos, mas, talvez ainda pudesse ainda se sentar no banco debaixo das árvores, dançar , quando houvesse música na praça, brincar no carnaval ou mesmo ficar olhando o tempo,  se o atendimento do SAMU não tivesse demorado. Capitão sentiu-se mal e logo foi socorrido por populares e uma policial do Batalhão, que insistiu com o SAMU, que o caso era grave e urgente.  Apesar do seu esforço em reanimá-lo e apressar o socorro médico, ele não aguentou. A policial, que preferimos não citar o nome, estava indignada com a demora do Samu.

Agora a policial precisa encontrar sua família, já que ninguém sabe de onde ele é.  Portanto se alguém souber onde moram ou algum contato de seus familiares, avise no batalhão ou entre em contato com o Santa Tereza Tem.

Em 14 de abril de 2013, Capitão deu uma entrevista para o Santa Tereza Tem, durante uma apresentação do projeto Aqui Jazz,  onde ele dançou e cantou.”Isso é a coisa mais linda. O show tá ótimo e gosto muito de jazz e samba. Devia ter sempre as apresentações. Alegra o ambiente e não tem problema nenhum”, falou o Capitão.

Se alguém quiser ir se despedir do Capitão, o sepultamento será no sábado, 18, às 11h, no cemitério do Bonfim. Não haverá velório.

fonte:http://santaterezatem.com.br/

Eleita a corte momesca para Carnaval 2014 em BH

Os vencedores também receberão da Belotur o prêmio de R$5 mil, para Rainha e Rei; já a princesa receberá R$3 mil

Estado de Minas

Publicação: 19/01/2014 08:13 Atualização:

corte momesca carnaval bh 2014

 

Nas primeiras horas deste domingo, foram eleitos os três representantes do Carnaval BH 2014. Getúlio Ramalho, 31 anos, do Bairro Santa Tereza; Renata Ribeiro, 34 anos, do Bairro União e Yaralis Teles, 24 anos, do Boa Vista, receberam, respectivamente, os títulos de Rei, Rainha e Princesa da folia belohorizontina e passam, a partir de agora a compor a Corte Momesca do Carnaval de BH 2014 .

Trinta e dois candidatos subiram ao palco do Music Hall ao som da bateria show do Bloco Caricato Academia do Samba Por Acaso. Quesitos como alegria, simpatia, facilidade de expressão, domínio da arte de sambar e espírito carnavalesco foram considerados por cinco jurados durante a eleição. A Corte Real Momesca passa, a partir de agora, a comandar a folia oficial do Carnaval de Belo Horizonte e serão considerados os embaixadores dos festejos do Momo. Os vencedores também receberão da Belotur o prêmio de R$5 mil, para Rainha e Rei; já a princesa receberá R$3 mil. O evento foi encerrado com show do cantor Gustavo Maguá e participação de Aline Calixto.

A Belotur está realizando, até segunda-feira (20/1) o cadastramento dos blocos de rua que pretendem desfilar pela capital. O cadastramento online deve ser realizado pelo site www.carnavaldebh.com.br onde o organizador do bloco deve preencher informações como: local detalhado de onde o bloco se apresentará, data e horário do desfile, estimativa de público de 2013 e previsão para 2014, percurso do desfile, dentre outros dados. A estimativa da Belotur é de 200 blocos saiam pelas ruas da capital.

História da Corte Momesca de BH 

O registro da Belotur da realização da primeira Eleição da Corte Real em Belo Horizonte é de 1980 quando a empresa passou a coordenar as festividades na cidade. Desde o período, os integrantes da Corte cumprem uma agenda agitada, que contempla a participação em bailes, desfiles em blocos de rua, apresentação no Desfile das Escolas de Samba e nas festas das regionais da cidade.

Para 2014, a Prefeitura espera um investimento de R$ 5 milhões na folia belohorizontina, entre recurso próprio e de patrocinadores, o que corresponde a um aporte de 43% a mais do que no ultimo ano. Em 2013, a PBH, por intermédio da Belotur, aplicou R$ 3,5 milhões em ações de estruturação e produção do Carnaval na capital mineira. O número demonstra o crescimento da festa na cidade nos últimos anos. O valor do investimento em 2013 é 2,3 vezes maior do que o disponibilizado em 2009, quando foi investido R$ 1,5 milhão.

 

link para o facebook do movimento “salve santa tereza”

acesse:

https://www.facebook.com/pages/Salve-Santa-Tereza/381632345284758?fref=ts

salve-santa-tereza-facebook

consequência do último carnaval (banco de cimento da praça quebrado):

bairro santa tereza carnaval depredação

Moradores criam propostas para modificar o Nova BH

 santa tereza nova bh

Evento foi preparação para conferência popular no dia 14
Moradores e movimentos sociais do Santa Tereza se reuniram ontem
PUBLICADO EM 08/12/13 – 04h00
ALINE LOURENÇO

Sem data para a realização da Conferência Municipal de Política Urbana, que deveria ter sido convocada neste ano pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) para discutir as regras de ocupação do solo na capital, moradores e movimentos sociais já se organizam para fazer um conferência popular sobre o tema no próximo dia 14, na praça da Estação, no centro. Ontem, moradores do bairro Santa Tereza, na região Leste, deram o primeiro passo para elaborar um documento com diretrizes para a reforma urbanística na cidade, que deverá ser apresentado na conferência popular.

Cerca de 50 integrantes do movimento Salve Santa Tereza se reuniram, pela manhã, na praça Duque de Caxias, para traçar novas propostas e discutir os pontos mais polêmicos do projeto da Operação Urbana Consorciada (OUC) Nova BH. Entre os itens principais, está a alteração dos potenciais construtivos para permitir uma maior verticalização no eixo leste-oeste da cidade. Eles alegam que as mudanças irão trazer impactos para o trânsito da região e descaracterizar a arquitetura histórica do bairro, dentre outros problemas.

“É unânime que os moradores não querem o alargamento da rua Conselheiro Rocha, pois irá trazer maior fluxo de carros e causar desapropriações, a instalação de uma escola no mercado distrital do Santa Tereza e a flexibilização das áreas de diretrizes especiais”, explicou a arquiteta Karine Carneiro, 39.

O mercado, desativado em 2007, está inserido em uma Área de Diretriz Especial (ADE), que por lei deve ser protegida para manter o uso predominantemente residencial da região e com construções mais baixas. Uma das propostas aprovadas ontem pelos moradores é a volta dos feirantes ao local e a instalação de uma biblioteca comunitária no espaço.

“Nós queremos decidir o futuro do mercado e do nosso bairro”, disse o professor Thiago José Silva, 29.

Promessa. Na última audiência pública convocada pelo Executivo para apresentar o Nova BH, anteontem, o secretário municipal de Desenvolvimento, Custódio Mattos, garantiu que as ADEs do Santa Tereza serão preservadas e que haverá investimentos para a recuperação do patrimônio histórico do bairro.
Relembre
Projeto. 
Em outubro último, O TEMPO mostrou, com exclusividade, o projeto do Operação Urbana Consorciada Nova BH, que estima a ampliação da área construída na capital em mais 3,7 milhões de m² nos eixos das avenidas Antônio Carlos, Pedro I, Andradas e Tereza Cristina.

Questionamentos. No último dia 28, o Ministério Público recomendou ao Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) que o projeto não fosse votado. Na ocasião, as promotoras Cláudia Ferreira e Marta Larcher afirmaram que a participação popular, necessária para a aplicação deste tipo de instrumento de reforma urbanística, “não poderia ser confundida com a simples apresentação do projeto”.

 ——————————————————————————————-
 Associação de Santa Tereza cobra limites para o carnaval de rua

para quem acha que é só sujeira, olha o estado deste assento de cimento !

bairro santa tereza carnaval depredação

Publicação: 31/10/2013 06:00 Atualização: 31/10/2013 06:42

O carnaval de rua em Santa Tereza, na Região Leste de Belo Horizonte, que este ano levou milhares de pessoas ao bairro, deve sofrer limitações, se depender dos moradores locais, que não querem mais enfrentar os problemas vividos em 2013, quando mais de 20 mil foliões se reuniram na Praça Duque de Caxias. Em ofício encaminhado ao secretário da Administração Regional Municipal Leste, Elson Matos da Costa, a Associação Comunitária do Bairro Santa Tereza (ACBST) pede o agendamento urgente de uma reunião para discutir o assunto.A proposta dos moradores é de que, além da regional, representantes da Belotur, BHTrans, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Samu participem do encontro. No ofício, o presidente da ACBST, Ibiraci do Carmo, informa que a entidade quer estabelecer diretrizes para o carnaval de rua no bairro. Os moradores do entorno da praça e um representante da Igreja de Santa Tereza e Santa Terezinha também vão participar da reunião.A principal reivindicação dos moradores para o carnaval do ano que vem é a limitação do número de foliões. “Temos que limitar a quantidade de participantes, mesmo sabendo que há facilidade em marcar encontros virtualmente. Há que haver um meio de fazermos os eventos sem perturbar os moradores e respeitando seu direito de ir e vir, bem como respeitar os horários de missa na paróquia do bairro”, afirma Ibiraci do Carmo.A ACBST sugere que as empresas, organizadores e diretores de blocos sejam responsabilizados pela ordem nos eventos, sob pena de cassação da licença. Outra proposta é de que seja feito um depósito caução para cobrir possíveis prejuízos e danos ao patrimônio público e particular, além da identificação dos organizadores e participantes da festa com crachás e pulseiras de cores diferentes.MEGAEVENTOSNo documento, que pede também a limitação do público nos grandes eventos realizados no bairro, os moradores alegam que a falta de estrutura nos shows e festas na Praça Duque de Caxias é a maior causa das reclamações. Entre os problemas eles citam invasão de vendedores ambulantes, desrespeito ao horário de encerramento dos eventos, falta de limpeza das vias e ocupação das ruas e calçadas, o que impede a circulação de veículos e até mesmo de pedestres.

No caso da sujeira deixada por quem vai aos shows e eventos no bairro, a associação quer que a limpeza seja iniciada logo depois do término das festas, lembrando que a coleta no bairro é feita de dois em dois dias e que o lixo acumulado é um transtorno a mais.

 

Associação vai sugerir limite de participantes em eventos no Santa Tereza

Ofício deve ser entregue hoje à Prefeitura de Belo Horizonte com proposta de restrição; fato reacende a discussão sobre o uso do espaço público na capital
festa na praça duque de caxias oktober fest
PUBLICADO EM 25/10/13 – 04h00
ALINE LOURENÇO

A Associação dos Amigos do Bairro Santa Tereza, na região Leste da capital, promete entregar hoje um ofício à Prefeitura de Belo Horizonte pedindo a limitação de eventos na praça Duque de Caxias, tombada pelo patrimônio histórico e cultural. O pedido reacende o embate entre lideranças comunitárias, moradores e produtores de eventos pelo direito de utilização dos espaços públicos na cidade para apresentações culturais e artísticas.

 

 

O estopim para a insatisfação da entidade foi a realização, no último domingo, da Oktoberfest BH, tradicional festa alemã. “No dia seguinte, o bairro estava todo sujo, os jardins e o patrimônio foram depredados. Isso sem contar que as pessoas começaram a utilizar as ruas e os muros das casas como banheiro”, alegou Luiz Góes, 69, presidente da associação, que sugere uma capacidade máxima de 2.000 pessoas nos eventos.

As reclamações são as mesmas feitas durante o Carnaval, em fevereiro deste ano. Na ocasião, 19 banheiros químicos foram instalados para um público de 20 mil foliões. “Os moradores não aguentam mais isso”, ressaltou Góes.

Já a organização da Oktoberfest BH demonstrou surpresa com a mobilização da entidade, pois afirma não ter registrado nenhuma ocorrência de dano ao patrimônio e que a infraestrutura disponibilizada foi suficiente para receber a demanda estimada em 3.000 participantes. “Instalamos 40 banheiros químicos e os gramados foram cercados por grades. No dia seguinte, um caminhão-pipa fez toda a limpeza”, disse Aluizer Malab, um dos organizadores.

A Regional Leste informou que o evento estava devidamente licenciado, mas não soube dizer quais foram as exigências em relação ao número de banheiros que deveriam ser instalados. A legislação municipal que regulamenta os eventos na cidade também não define qual deve ser a proporção entre esse tipo de estrutura e a quantidade de participantes nem o limite de pessoas nos espaços públicos.

Impasse. A polêmica também ocorre em outras regiões da capital, como no bairro Mangabeiras. Em 2011, uma competição conhecida como Corrida Maluca, que reuniu cerca de 10 mil pessoas, mostrou o despreparo da cidade para receber eventos de grande porte.

 

 

 

 

Confraria em santa tereza é multada pela PBH e fica confinada

Confraria multada pela PBH fica confinada

Arnaldo Viana

Publicação: 15/10/2013 06:00 Atualização: 15/10/2013 07:08

confraria santa tereza belo horizonte multa
Amigos continuarão se reunindo na garagem de Lincoln Duarte (D)

A Confraria São Gonçalo, multada duas vezes pela prefeitura, não pode colocar mesas e cadeiras na calçada da Rua Norita, no Bairro Santa Tereza. O aposentado Lincoln Tertuliano Duarte, dono da casa diante da qual é realizado o encontro de amigos às segundas-feiras, e o presidente da Associação dos Amigos de Santa Tereza, Luís Goes, se reuniram ontem com o secretário da Regional Leste, Elson Matos, e foram informados que a ocupação de calçadas fere o Código de Posturas, mas que o recurso contra os dois autos de infração serão analisados. Os integrantes da confraria alegam que o código se refere apenas a bares e restaurantes e não a entidades sem fins lucrativos.

O encontro de ontem à noite ficou restrito à garagem da casa de número 9, onde os amigos Lincoln, Déa, Arlene, Juca, Pedro, Nair, Luiz, José, Léo, Antônio, Eloísa, Milton, Gracinha, Elaine, Adonides, Lídia, Roberto e demais frequentadores da confraria continuarão reforçando a amizade e espantando a solidão.

Na semana passada, a aplicação de duas multas de R$ 1.430 à confraria pela ocupação das calçadas causou protestos no bairro e repercussão nas redes sociais. Vários moradores da região e amigos prestaram solidariedade à confraria, cujo encontro é realizado sem bebidas alcóolicas e não se estende além das 22h. O motivo é apenas confraternização. Ao som de flauta, violão e pandeiro, os amigos conversam e cantam serestas. Cada um leva banquinho para acompanhar a cantoria.

Esta matéria tem: (23) comentários

Autor: JANE SOARES
Ridículo foi seu comentário, Antônio Carlos. Eu quero viver numa cidade com leis e regras para todos. Se vc não está acostumado com isso, vá morar numa favela.| Denuncie |

Autor: Carlos José Xavier
Esse prefeito ficou louco! Falta de respeito com quem está em casa e na porta dela curtindo com amigos. Porque esse marcio sei lá o que não sai às ruas com seus fiscais e retira mesas de bares barulhentos que perturbam a ordem ali pertinho desse grupo ordeiro. Vai lá na praça do mesmo bairro seu idi.| Denuncie |

Autor: carlos

Em vez da prefeitura combater o tráfico de crack na favela de santa tereza, estão multando idosos criativos ?

Autor: Renata Prata
Lamentável a atitude da prefeitura. O que precisa realmente não é olhado….| Denuncie |

Autor: SAMUEL TORRES
Gente, na boa, esse pessoal de Sta Tereza é chato, mas é muito chato. Esses caras acham que o bairro não faz parte da cidade e o tratam como uma república independente. E olha que aquilo, lá pra mim, é um muquifo.| Denuncie |

Autor: Fábio Soares
O que não falta em Santa Tereza são bares com mesas nas calçadas, inclusive o tradicionalíssimo Bolão. Cadê os fiscais ?| Denuncie |

Autor: Ricardo Girão
Lamentável seu Márcio Lacerda. Será eleito nem para síndico de prédio mais, para que não tenha que ser babá de ninguém.| Denuncie |

Autor: Ricardo Girão
Ricardo, fiscais aprenderem a pensar? Acho que você está querendo demais! É pedir muito. Bom senso é algo que não existe no poder público. Existe apenas a ação efetiva quando o peixe é pequeno, tipo a baleia engolindo seus krills. Daí se valem da lei…| Denuncie |

Autor: Claudio de
contin… é feito pra servir.. isso mesmo!! igual a burro que puxa carroça…. Esse prefeito vagabundo!!! acabou com a admisnitração publica…..| Denuncie |

Autor: Claudio de
Cara, fico indignado! Olha que bacana estes Srs e Sras… se encontrando,, e A PBH vem multar!!?? sacanagem.. pra nao dizer outra coisa! Kd Direitos Humanos? Ministerio Publico?… são, na maioria Idosos.. enfim…. Outro dia escutei de um servidor da prefeitura de BH: Servidor não é feito pra pensar| Denuncie |

Autor: Antonio Carlos Plais
Ridículo! Enquanto mendigos, camelôs, lavadores e guardadores de carros e outros parasitas tomam conta da cidade, a Prefeitura resolve “mostrar serviço” contra um grupo de cidadãos que só quer se divertir. Cadê a turma dos “direitos humanos” para fazer barulho? Corja de safados…| Denuncie |

Autor: webster silva
Vou repetir, duvido SE a Prefeitura tem coragem de retirar as mesas da calçada no Lourdes no bar TIZÉ na rua Curitiba com Tomás Gonzaga. Vc não consegue passar por la.| Denuncie |

Autor: alves freitas
Alguém pode me informar onde anda o Prefeito de Belo Horizonte? Escondido né! Quer coisas indecentes acontecendo em Belo Horizonte como num baile de carnaval e, casa da mãe Joana? Essa da Confraria e o centro de Bagdá, ou melhor de BH, são o retrato perfeito do governo do ausente prefeito.| Denuncie |

Autor: demerson santos
Lamentável, o encontro é até às 22:00 horas, não há bebida alcoólica (se tivesse e daí, não estaria sendo vendida no local que não é bar), uma puta sacanagem com os amigos de longa data. Fora prefeitura vagabunda.| Denuncie |

Autor: José Neto
Acho um absurdo a prefeitura criar obstáculos, tem muita coisa mil vezes mais importante precisando da atenção, mas se está difícil devido à uma limitação legal (da lei), melhor buscar um espaço em um clube ou algo parecido… O que importa é a confraria seguir forte e mais unida ainda!| Denuncie |

Autor: Davidson Santos
Se fosse mendigo a prefeitura não iriam fazer nada. Os mendigos ocupam todo passeio na área hospitalar com seus pertencem e nada é feito.| Denuncie |

Autor: DiPaolo Boschi
o funcionário da PBH É UM BOÇAL, ele Ñ sabe ler o código de obra do próprio trabalho dele. que pena!! por isso é que o BRAISL é o que é.| Denuncie |

Autor: ricardo cardoso
Politicamente nunca fizeram lazer para o publico.Os sres trabalharao para esta naçao . Agora,o municipio vem penalizar o lazer. Mandar este fiscais sem bom senso, chafundar no lixo, como diz o Joaquim| Denuncie |

Autor: Alcides Silva
Que vergonha prefeitura| Denuncie |

Autor: Ricardo Cruz
Lamentável. Estes funcionários da PBH precisam aprender a pensar, a raciocinar e a diferenciar o que é o objetivo da lei, desta vontade desenfreada de atrapalhar a vida dos outros. SOCORRO. Precisamos de bom senso com o trato da coisa pública.| Denuncie |

Autor: Ramon Faria
Policia militar e Civil, passa aqui onde moro, Leopoldino de Faria, esta cheio de cheirador e cachaceiros, com seus funks cariocas ridiculos.| Denuncie |

Autor: moacir junior
Mas é uma vergonha isso. A prefeitura pra se mostrar de “trabalhando” multa uns coitados que ocupam a calçada toda segunda feira, tem bares e restaurantes e butecos que ocupam as calçadas (passeios) todos os dias, obrigando-nos a circular na rua… A PROPRINA VÉIA……| Denuncie |

Autor: Alencastro Silveira
É lamentável isto. Vamos a partir de agora pedir alvará para brincar e fiar com as crianças nas calçadas, brincar de bola. Enquanto os bares de BH invadem as calçadas e ruas com mesas, sobretudo no dia de jogo, camelôs e tantos outros. BH com este prefeitinho está acabado. Brincadeira o que vemos ai.| Denuncie |

Autor: RIcardo Machado
Senta no chão! Quero ver multar!

welcome to Santê

praça duque de caxias bh

Santa_Tereza

santa tereza belo horizonte

O caso Bolão

Tradicional restaurante de Belo Horizonte, Bolão prepara mudançaUm dos marcos do bairro boêmio da capital deve dar lugar a outro estabelecimento, com venda do imóvel

Juliana Ferreira – Estado de Minas

Landercy Hemerson

Publicação: 26/09/2013 07:21 Atualização:

Referência na Praça Duque de Caxias, bar pode ir para imóvel do entorno

O Bar do Bolão, um dos mais tradicionais pontos boêmios da capital mineira, está próximo de mudar de endereço. A disputa milionária pela compra do imóvel, que há quase meio século abriga o bar, na Praça Duque de Caxias, no Bairro Santa Tereza, Leste de Belo Horizonte, caminha para um desfecho. A negociação se arrasta desde junho de 2011. Há duas propostas de R$ 2,5 milhões, e uma delas pode ser aceita nos próximos dias.

O produtor cultural e ator Mauro Maya é um dos interessados no imóvel e já investiu em um projeto arquitetônico para a criação de um casarão cultural, aos moldes da Lapa, no Rio. Para isso, segundo a arquiteta Edwiges Leal, será preciso restaurar o edifício para a instalação de um espaço de espetáculos e cervejarias. “Haverá uma programação com shows de samba de raiz, MPB e música mineira”, diz. A ideia é reaproveitar os 70 funcionários que hoje trabalham para o Bolão como garçons, além de fazer uma homenagem à boemia da capital, com um memorial sobre o bar.

O projeto, que custará cerca de R$ 5 milhões, prevê a demolição de paredes internas e a recuperação de elementos originais das fachadas. Ele foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural, em agosto, quando apareceu a segunda proposta de compra. “Estava negociando e alguém quis comprar na minha frente. Essa pessoa até se ofereceu para revender para mim. Mas já gastei muito dinheiro com isso, quero valorizar o patrimônio afetivo que é o Bolão”, conta Maya.

O empresário Alexandre Pampolini é apontado como o outro interessado no imóvel. Ele é dono da casa de shows sertanejos Wood’s. Ao ser questionado sobre a intenção de compra, se mostrou surpreso: “Essa informação já vazou?”. Em seguida, desconversou: “Não posso confirmar nada. Você deve estar me confundindo com outro Alexandre”.

Ainda não se sabe qual o projeto dele, caso ganhe a disputa pelo imóvel. Três dos 15 herdeiros do edifício, tombado em abril de 2011, confirmaram que estudam as duas propostas, mas segundo um deles, Flávio Freitas, “nada foi formalizado ainda”.

Com a concretização da venda, o Bar do Bolão deve mudar para um prédio na mesma praça. Sílvio Eustáquio Rocha, um dos sócios, conta que só ouviu especulações sobre compradores, mas que não foi comunicado oficialmente. Um imóvel de sua família, no mesmo quarteirão, está à venda por R$ 1,4 milhão há seis meses. Rocha ainda tem esperança de conseguir vendê-lo para comprar o edifício onde hoje fica o bar. Se isso não ocorrer, o estabelecimento deve ser transferido para lá. “Ainda há expectativa, porque a tradição do Bolão é aqui. Mas o financiamento é difícil”, diz.

José Maria Rocha, cujo apelido dá nome ao bar, foi trabalhar com seu pai, José Rocha Andrade, um ano depois que o estabelecimento foi aberto na Praça Duque de Caxias, em 1961. No atual imóvel, o bar funciona há 44 anos. “É toda uma vida aqui. Não gosto de falar sobre a venda, pois dá vontade de chorar. Espero que isso se resolva logo, pois tem sido uma tortura. Não temos o dinheiro suficiente para comprar”, afirmou Bolão, criador do prato “Rochedão”, que ganhou fama até fora do país.

A corretora de seguros Maria Santiago, de 61, a “Kryolla”, como se intitula, diz que frequenta o bar desde que era adolescente, quando ia com seus pais e irmãos almoçar. “Nasci no Santa Tereza e o Bolão é parte do bairro. É um ponto de referência que se tornou conhecido dentro e fora do país. Mudar o Bolão de endereço é o mesmo que tirar o Pirulito da Praça Sete. Até que já fizeram isso, mas não deu certo.”

O músico Wagner Junio Ribeiro, de 28, que mora no Bairro São Pedro, Centro-Sul de BH, afirma que pelo menos uma vez por semana vai ao bar. “Se o Bolão for para o outro lado da praça, já não é a mesma coisa. O bar aqui é uma referência cultural, histórica e turística. O interesse econômico não pode estar acima da população”, criticou.

Outros tempos

Cozinha de talentos

Pedro Ferreira
Por décadas o Bolão foi caminho certo para boêmios que iam ver o sol nascer do segundo andar do bar. À mesa estavam sempre a cerveja gelada e um suculento prato para repor as energias. Bandas como Sepultura e Skank, músicos como Milton Nascimento, Fernando Brant, Márcio e Lô Borges têm suas histórias ligadas ao Bolão, para onde iam atraídos pelas comidas simples e saborosas, como o famoso Rochedão (arroz, feijão, ovo, carne e acompanhamentos à escolha). Nas paredes ficam expostos mais de 160 relógios e discos doados pelos “filhos” famosos.

Comentários :Autor: luiz carlos
infelizmente o que sobrou do Bolão foi só a tradição, porque de resto, caiu em qualidade e atendimento. Este é o problema dos comerciantes e seus herdeiros, não inovam,não cria e nem tem a preocupação de mostrar algo novo a clientela cativa.| Denuncie |Autor: Cláudio Martinez
Fui cliente por mais de 20 anos, mas um dia cansei de ser maltratado. Tomara que feche em definitivo. Insisti pela tradição do lugar e só fui destratado com tanta falta de educação.| Denuncie |

Autor: cristiano pimentel
Adoro o Bolão, frequento desde a adolescência, a comida é e continua ótima, tem o melhor PF de BH, em minha opinião, que fique onde está. Tradição é tradição!| Denuncie |

Autor: Reynaldo Rocha
Sem ofensas. Discordar não é agredir. Dizer que o Bolão é um patrimônio é verdade. Muita música nasceu ali. Dizer que tem comida boa, um exagero. É ruim mesmo! Tradição não quer dizer comida mal feita. É só comparar com a Cantina do Angelo no Maleta. Tradicional e MUITO superior à do Bolão.| Denuncie |

Autor: jorge aparecido dutra
Tudo agora vira “Centro Cultural” já perceberam…| Denuncie |

Autor: Fernando oliveira
Virar casa sertaneja não né gente deixa essa pobreza de Música para Zona Sul, acha saco com esse Lixo de Música!!!| Denuncie |

Autor: CARLOS RIBEIRO
Tradicional sim, mas sem inovações! Quem sabe com esta mudança para outro local invistam em outros pratos e tragam alguma novidade! Façam como a TIA PENHA DO STA. INES, era o mesmo estilo do Bolão tradicional, porém inovaram reformularam todo ambiente e ficou muito bom!| Denuncie |

Autor: helenno souza
Tem um monte de maricas discutindo sobre qual culinaria é melhor. Isso é Buteco tem que ter tira gosto gorduroso,cachaça boa, cerveja gelada e bate papo quer encher essas panças de elefante procura outra categoria a de restaurantes e BH tem muito. E vê se vão trabalhar.| Denuncie |

Autor: BH Anderson
Concordo com o Bruno Reis, mexido com restos dos pratos, comi uma vez passei mau, para nunca mais voltar. Apoio o fechamento de vez. Só não entendo porque a vigilancia sanitaria nao fechou lá até hoje. Na verdade entendo né é Brasil. $$$$$| Denuncie |

Autor: Sebastião Junior
Os garçons se acham, justamente devido a fama do lugar. Estão sempre mal humorados. A demora dos pratos é uma coisa assustadora. Acho que os relógios são para os clientes, literalmente, passarem o tempo.| Denuncie |

Autor: Bruno Reis
Sr. Adalberto, simplesmente não gosto da comida do Bolão, sinceramente acho péssima, mas não tenho medo de falar. Acredito ter esse direito, correto? Infelizmente, expressar a opinião magoa as pessoas. Não, não sou um playboy frustrado nem tampouco frequento Favorita ou Vecchio Sogno.| Denuncie |

Autor: Sebastião Junior
Medida Simples. Lança uma campanha na rede onde cada um doa cerca de R$ 10,00. Tem que atingir cerca de 250.000 pessoas. Dá pra conseguir. A doação poderia ser revertida em desconto da taxa de serviço no próprio restaurante. A parte legal, não sei como funcionaria. Ps: O atendimento é péssimo sim.| Denuncie |

Autor: Guilherme Máximo
Embora continue bom, o Bolão já foi melhor. Apenas desejo que o local não vire uma casa de shows sertanejos ou de pagode. Ninguém merece!| Denuncie |

Autor: Bruno Reis
E digo mais Sr. Carlos, eu gosto de comer bem, independente do local. Mas se vc só pode e gosta de comer alí, não tenho culpa de vida ruim sua. E a minha opinião é compartilhada por outros. O que sustenta alí é a tradição, e não a qualidade.| Denuncie |

Autor: Bruno Reis
Sr Carlos, não vejo preconceito no meu comentário. Cada um come o que quer, onde quer e onde pode pagar. Se vc gosta de frequentar alí, fique a vontade. Expressei minha opinião, não gosto e pronto. Falar magoa? Frequento outros locais menos tradicionais com excelente comida e tbm aqueles da ZS.| Denuncie |

Autor: Adalberto Dauam
Bruno pelo amor de Deus, você é o primeiro cara que faz uma crítica dessa, mas se quiser comer bem e pagar caro pode ir no Vecchio Sogno, Favorita, e outra dezenas de restaurantes por aí, ou é um gozador dos ruins, um aspirante pobre a playboy frustrado ou não conhece nada da vida.| Denuncie |

Autor: Daniel Blah
Também acho que o bar se sustenta somente pela sua tradição. A comida é fraca há anos, por isso não o frequento.| Denuncie |

Autor: Raphael Negromonte
Uma pena mesmo. Bolão é referência, e ao contrário de alguns “pseudorequintados” que sempre aparecem, a comida é farta e deliciosa. Frequento o Bolão desde meus 16 anos, ficará na história. Mas pelo menos o restaurante ainda existe!| Denuncie |

Autor: alvaro mello
comida pessima, não sei pq dessa fama| Denuncie |

Autor: mauro almeida
Bruno, vou a este bar e nunca vi estes problemas, se quer uma comida de alto luxo vai no porcao, buteco é buteco, assim como pinga é pinga e cachaça é cachaça. PS. eu prefiro a pinga.| Denuncie |

Autor: Carlos Evangelista Veriano
Preconceituoso não é sr. bruno. Bonito é comer crua japonesa para ser chique na savassi? Bonito ir ao bairro de Lourdes pedir pratos mineiros fantasiados de franceses, mexicanos etc. Talvez o sr, seja mais um moleque confeitado da zona sul que come bosta e arrota caviar!!!| Denuncie |

Autor: José Crítico
Tradicional e tal. Mas convenhamos, péssima comida e atendimento.| Denuncie |

Autor: Bruno Reis
Pena não fechar de uma vez. Comida horrível! Bife de roda de jipe, macarrão com molho de água de tomate e mexido com restos dos pratos. Nojo desse lugar. Mas tem gente que gosta e paga. Tem trouxa pra tudo.| Denuncie |

Autor: mauro almeida
Este bar é uma referencia do bairro e da cidade deve continuar ali, o imovel já está tombado e vamos manter a tridição, senao infelizmente nao demora muito este lugar vai abrigar um igreja evangelica, ISTO MESMO INFELIZMENTE.

últimas grandes notícias de santa tereza

Vereadores questionam escola no bairro Santa TeresaSuper Notícia

Vereadores questionam escola no bairro Santa Teresa  Vereadores deBelo Horizonte vão pedir ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que dê 

Veja todos os artigos sobre este tópico »

Família sofre com o desaparecimento da pata Melissa em BHR7

Uma família está sofrendo há mais de uma semana por causa do sumiço do animal de estimação, no bairro Santa Tereza, região leste de Belo Horizonte.

Veja todos os artigos sobre este tópico »

Angeli ,quadrinhos punks

rê bordosa

abuso de poder de policial sobre skatistas

Até quando vamos aguentar estes animais. só porque são policiais acham que podem tudo……. Toma vergonha governo……….

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ePZ1bGUdXtE

iot – instituto de fisioterapia reclamações

iot belo horizonte

 

Confira sua reclamação

EMPRESA

IOT – Instituto de Ortopedia e Traumatologia

RECLAMAÇÃO

atraso de 5 min. em um dia vazio / não fui atendido
Cheguei 5 min. após o tempo permitido para a fisioterapia.
Sendo que apodreci no ponto de ônibus.
E era uma manhã fria e percebi que a clínica estava vazia.
E me mandaram embora.
É um absurdo. Se a clínica estivesse cheia tudo bem.
Esta burocracia acaba com qualquer um, ainda mais com pessoas que estão ali procurando
um alívio par tratar as dores.
Eu queria ver se fosse a mãe do Dono passando por uma situação assim.
Bando de mercenários da fisioterapia. Não é assim que se trata as pessoas.
Existe uma coisa chamada boa vontade.
E é isso que estes profissionais devem ter.
e isto tudo por causa de 5 min.

vão se fffffffffffffffffffffff

outro depoimento:

Péssimo atendimento e informações falsas

Minha esposa fez uma consulta com um especialista na IOT BH e foi constatado um caso grave.
Marcaram um retorno para 20 dias depois. Na data marcada, Liguei para a empresa confirmando a consulta e simplesmente fui informado que o médico estava de férias e que ele não trabalha com marcação de consulta. Bastava ir a clínica que era por ordem de chegada. Fomos feitos de palhaços, aguardando a data enquanto o problema da minha esposa se agrava a cada dia e agora temos que esperar o médico voltar das férias!! É um total desrespeito com o cliente. É por estas e outras que cada vez mais pacientes ficam largados enquanto as empresas nem se preocupam com os mesmos. Estou indignado!!! Tentei ainda ligar no dia seguinte em busca de uma solução alternativa e me informaram que não podiam fazer nada!!! É um absurdo!!!

Cícero Augusto

http://www.reclameaqui.com.br/3279016/iot-instituto-de-ortopedia-e-traumatologia/pessimo-atendimento-e-informacoes-falsas/

 

 

 

Essa é velha, é mais fácil o mundo acabar antes !! kkkkkkkkkkkkkkk

Mercado distrital de Santa Tereza pode virar escolaConselho aprova parecer para avaliar flexibilização de lei que fez do tradicional bairro de BH área de diretrizes especiais, e Mercado Distrital pode abrigar escola profissionalizante

Publicação: 30/08/2013 06:00 Atualização: 30/08/2013 06:45

Prédio do antigo centro de compras é pretendido pelo Sistema Fiemg para acomodar uma unidade do Senai

O Conselho Municipal de Política Urbana (Compur) aprovou nessa quinta-feira um parecer para que seja avaliada a flexibilização da lei que transformou o Bairro Santa Tereza, na Região Leste de Belo Horizonte, em Área de Diretrizes Especiais (ADE). A alteração é necessária para que o Mercado Distrital de Santa Tereza, desativado em 2007, seja transformado em escola profissionalizante para formar mão de obra para o setor automotivo, do Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai), do Sistema Federação Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). Pela lei, esse tipo de empreendimento pode ocupar uma área de no máximo 400 metros quadrados, quando o mercado tem 6 mil metros quadrados, incluindo o estacionamento. A ADE de Santa Tereza foi regulamentada pela Lei 8.137/2000 e determina que, pelas características ambientais e da ocupação histórico-cultural do bairro, sejam adotadas medidas especiais para proteger e manter o uso predominantemente residencial. Moradores e conselheiros do Compur são contra qualquer tipo de mudança na lei, por acreditar que abre precedentes para outras intervenções, mas foram vencidos por nove votos a três na votação do Compur.

Cláudia Pires é conselheira do Compur pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-MG) e votou contra. Ela acha que a alteração abre precedentes para outras mudanças, como no artigo da lei que define a altura máxima permitida às edificações de até 15 metros. Em julho, investidores internacionais demonstraram interesse em construir um prédio de 85 andares no Santa Tereza, distribuídos em 350 metros de altura, tamanho três vezes e meio superior ao conjunto JK, há 40 anos o edifício mais alto de Belo Horizonte. Números como esses são comuns em cidades como Dubai, Tóquio, Hong Kong e Nova York.

“As classificações para o uso não residenciais e até para escolas no Santa Tereza é de até 400 metros quadrados. Eles pediram autorização para alterar o uso. A gente já poderia ter negado isso na origem, não aprovado essa possibilidade de fazer projeto. A comunidade pede que aquilo ali (mercado) seja um equipamento de uso cultural e já foram feitos dois plebiscitos”, diz a arquiteta. Ela denuncia que dentro do processo para transformação do mercado em escola não há documentos ou contratos, mas apenas 15 fotografias e quatro páginas com o parecer da prefeitura favorável ao empreendimento. Para ela, isso fragiliza o processo de consulta pública e o bairro sai perdendo.

Divergências

O secretário de Serviços Urbanos de Belo Horizonte, Daniel Nepomuceno, também conselheiro do Compur, votou favorável à alteração. Ele diz ser contra a construção de torres no Santa Tereza, ou qualquer outro empreendimento de impacto que fuja das características do bairro. “No entanto, está na legislação que qualquer empreendimento ou negócio no Mercado Distrital ficam restrito a 400 metros. Deixei claro no meu voto que sou a favor de um uso cultural, ou algo que tenha mais a característica do bairro, mas, mesmo assim, essa mudança na lei é necessária, o que nos exige coerência ao votar. Não estamos discutindo se será esse ou aquele empreendimento, mas qualquer um que venha, que não seja o mercado, é necessário passar por esse processo do mesmo jeito”, disse Daniel.

Por sua vez, o presidente da Fiemg, Olavo Machado, diz que a comunidade foi comunicada sobre a criação da escola no mercado. “O convênio foi feito com a prefeitura e o próprio prefeito foi ao evento no Clube Oásis consultar os moradores. Se a gente soubesse que a comunidade não queria a escola, não teríamos apresentado o projeto”, assegura Machado. Sobre a alteração da ADE, ele afirma que cabe à prefeitura fazer as alterações necessárias. “Não queremos problemas, queremos solução”, disse, ressaltando que a escola terá capacidade para 3 mil alunos e que não acredita em impactos no bairro. “Todo impacto de escola é positivo, mas se a comunidade de Santa Tereza acha que não deve ter a escola, vamos respeitar as regras”, garante.

Monitoramento de residências pode ser feito de qualquer parte do mundo

Monitoramento de residências pode ser feito de qualquer parte do mundo, por meio de smartphone, tablet e outros dispositivos móveis, é possível monitorar residências à distância. Armazenamento em nuvem e rede 3G possibilitaram evolução dos aparelhos.

Publicação: 08/08/2013 12:29 Atualização: 08/08/2013 12:34

Alfredo Durães

Com o sistema de monitoramento remoto recém implantado, Elisa Alves espera melhorar a proteção do condomínio que administra

A administradora de empresas Elisa Alves Guerardi é síndica do Condomínio Parque das Tulipas, na Rua Pouso Alegre, limite dos bairros Horto e Santa Tereza, na Região Leste de Belo Horizonte. Inaugurado em 2001, o residencial tem três blocos e um total de 84 apartamentos, com centenas de moradores. Recentemente, de olho na diminuição de custos da segurança do condomínio, um moderno sistema de monitoramento com 16 câmeras foi colocado. O Parque das Tulipas, que funcionava com duas portarias (uma delas na Avenida Silviano Brandão) e dois porteiros 24 horas, passou a operar com somente um porteiro na Rua Pouso Alegre, que monitora as duas entradas. A síndica garante que o número de funcionários, que eram 10, caiu pela metade.

Desde o início do mês, todos os moradores podem acessar, de qualquer parte do mundo, as imagens de todas as câmeras por meio de smartphone, tablet ou outros dispositivos móveis, o chamado monitoramento remoto. Todas as imagens serão armazenadas por 30 dias, para eventuais consultas, como disse Elisa. “Um morador pode, por exemplo, ter algum problema, como seu carro ser arranhado. Então ele tem as imagens à disposição. As câmeras ajudam também a observar os funcionários do condomínio, ver como eles estão trabalhando, como eu já faço. O equipamento melhorou a produção deles”, avalia.

As câmeras, bem como o treinamento dos funcionários, são de responsabilidade da Aseg Segurança Eletrônica, empresa de Belo Horizonte, e custaram R$ 22 mil, investimento que a síndica Elisa pretende que se pague em pouco tempo, em função da economia com o quadro de funcionários. João Paulo Alves de Deus, 33 anos, diretor comercial da Aseg, diz que a tendência do monitoramento remoto é irreversível, não só para a segurança de particulares e empresas, mas também como forma de gerenciar negócios, a partir das imagens de funcionários e fluxo de clientes.

Mesma opinião de Heraldo de Paula Filho, de 45, diretor de inovação e novas tecnologias da Teleatlantic, empresa de São Paulo que integra o Grupo Internacional Bracol, com mais de 30 anos nos segmentos de segurança, proteção, comunicação e atuação em Israel, México, Colômbia e Brasil. A Teleatlantic lançou o Teleview, tecnologia importada dos EUA que grava e transmite imagens em nuvem, em tempo real e 24 horas por dia, com tecnologia IP.

Um detalhe interessante é que as câmeras filmam 24 horas por dia, porém só gravam quando há movimento na imagem, como é também o caso do condomínio Parque das Tulipas e Belo Horizonte. Isso permite que o armazenamento das imagens não pese tanto no datacenter (onde elas são armazenadas) e seja somente de cenas com algum personagem e não, por exemplo, de uma escadaria do prédio sem ninguém.

As câmeras IP utilizadas no serviço filmam e gravam as imagens em nuvem e o tipo de uso é determinado pelo próprio cliente, podendo utilizá-las para detectar um intruso, ou em casos de disparo de alarme verificar em tempo real o que está acontecendo. A solução também pode ser utilizada para identificar se o padrão de atendimento de diferentes lojas da mesma rede está adequado, se o ambiente de trabalho é padronizado, para verificar os horários de entrada e saída dos funcionários, os momentos de maior movimento, etc.

VITRINE mostra alguns equipamentos que você pode usar. Confira

Um dos diferenciais do Teleview é que ele pode ser contratado por assinatura mensal sem a necessidade de compra de equipamento, assim como as empresas de TV a cabo. “Os cliente não pagam o custo das câmeras, que são nossas, e fazem parte do contrato, bem como a manutenção delas. E isso é bom negócio, já que o custo de quatro câmeras, por exemplo, é de aproximadamento R$ 2,5 mil”, disse Heraldo de Paula. E acrescentou que os pacotes inicialmente oferecidos têm capacidade de armazenagens de imagens de 7, 15 ou 30 dias, com preços iniciais abaixo de R$ 100 mensais. “Uma solução barata, ao alcance de todos, particulares ou empresas”, finalizou. Porém, o Teleview, por enquanto, só está disponível na capital paulista e cidades do entorno. Mas soluções semelhantes são encontradas em BH e outras cidades de Minas Gerais.

AVANÇOSInovações em sistemas de monitoramento surgiram há três anos e são favorecidas pelas novidades na transmissão de dados. “Agora, é possível ver na tela do celular as imagens captadas pelas telas de sergurança, porque se utiliza um método de compressão de vídeos chamado H264, o mesmo utilizado na tevê digital aberta”, explica Alexandre Mori, gerente nacional da Axis Brasil, especializada em monitoramento digital. “Isso permite, inclusive, que o vídeo transmitido esteja em alta definição”, aponta.

O armazamento em nuvem, que se popularizou nos últimos dois anos, é outra inovação rapidamente integrada a esses produtos. “A pessoa não corre o risco, por exemplo, de alguém invadir sua casa e roubar o arquivo de imagens, uma vez que esses dados ficam armazenados diretamente na internet, para serem acessados pelo dono de qualquer lugar”, explica Mori.

fonte; http://www.em.com.br

RECADOS DA POLÍCIA CIVIL – MUITO IMPORTANTE !!!(NOVIDADES DOS BANDIDOS QUE ASSALTAM CARROS)

1º AVISO DA POLÍCIA CIVIL
MUITO IMPORTANTE!
À noite, se atirarem um ovo no pára-brisas de seu carro (reconhecível
pelo amarelo da gema)
* Mantenha a calma e a VELOCIDADE
* Não use o limpador de pára-brisas!
* NUNCA coloque água no pára-brisas!
* Aumente a velocidade porque os LADRÕES estão por perto.
Explicação: O ovo e a água ao se unirem, formam uma substância
viscosa, tal como o leite, e você vai precisar parar, pois bloqueará a
sua visão em cerca de 90%. Fuja dali o mais depressa possível! Este é
o ultimo método que eles inventaram.

2º AVISO DA POLÍCIA CIVIL
NOVA MODALIDADE DE ASSALTOS A VEÍCULOS
Imagine que você vai para o seu carro que deixou estacionado
bonitinho, abre a porta, entra, tranca as portas para ficar em
segurança e liga o motor.
Você não faz sempre assim?
Entretanto, olhando pelo espelho interno, você vê uma folha de papel
no vidro traseiro, que te bloqueia a visão.
Então, naturalmente, xingando quem colocou um maldito anúncio no seu
vidro traseiro, você põe o carro em ponto morto, puxa o freio de mão,
abre a porta e sai do carro para tirar o maldito papel, ou o que seja
que esteja bloqueando a sua visão.
Quando chega na parte de trás, aparece o ladrão, vindo do nada, te
rende, entra e leva o seu automóvel c/ a chave na ignição, o motor que
estava ligado (se tiver bloqueador já vai estar liberado), c/ a sua
carteira, documentos e o que mais houver lá.
Assim, se houver alguma coisa bloqueando a sua visão, não desça do carro.
Arranque o seu veículo usando os espelhos retrovisores externos,
espere e desça em outro local, mais à frente, c/ total segurança.
REPASSE!!! Esta é quente! Muito cuidado e atenção !!!
Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende.
Boa sorte, boa prevenção, e fiquem atentos.

3º AVISO DA POLÍCIA CIVIL
CUIDADO em BARES, RESTAURANTES, IGREJA e outros locais de encontros coletivos.
Bandidos estão dando de 10 x 0 em criatividade em nós e na Polícia,
portanto, vamos acabar com isso…Vejam: Você e seus amigos ou
familiares estão num bar ou restaurante, batendo papo e se divertindo.
De repente chega um indivíduo e pergunta de quem é o carro tal, com
placa tal, estacionado na rua tal, solicitando que o proprietário dê
um pulinho lá fora para manobrar o carro, que está dificultando a
saída de outro carro.
Você, bastante solícito vai, e ao chegar até o seu carro, anunciam o
assalto e levam seu carro e seus pertences, e ainda terá sorte se não
levar um tiro…
Numa mesma noite, o resgate da Polícia Militar atendeu a três pessoas
baleadas, todas envolvidas no mesmo tipo de história.
Repasse esta notícia para alertar seus amigos… O jeito, em caso
semelhante ir acompanhado!Chame alguns amigos para ir junto, e de
longe verifique se é verdade.
Isto também pode acontecer, quando se está na igreja, supermercado…
ou em outros locais de encontros coletivos.
‘MENSAGEM TRANSMITIDA PELO ATENDIMENTO 190 ‘

REPASSEM!!!

Feira da praça Copa Beer

Atrás do quartel toda quinta feira. Venha para pequena feirinha gastronômica de Santa Tereza.

Destaque para os churrascos e espetinho de camarão e tem também acarajé.

Começa as 19h , termina lá pelas 11:00h.

E tem o bar Copa Beer logo ao lado, com a cerveja bastante gelada,

e decoração fina.

Destaque para a porção de fígado com jiló servida na chapa quente.

 

Érica Santiago – cabelereiros

Corte / escova / coloração / balaiagem / sobrancelha / penteado / maquiagem / escova térmica/ relaxamento / pé e mão / depilação

(31)25266625 / 87696935

rua Pouso Alegre, n.1692 – Santa Tereza / BH

Neo – Núcleo de Especialidades Odontológicas

Implante . prótese . ortondontia . canal . clínica geral

Dr. Rafael caixeta

Dr. Marco Salgado

Dra. Paula Guimarães

Dra. Denise Salgado

Rua Pouso Alegre, 2060/ sala 1 / santa tereza

tel/fax: (31)36588817

cel. (31) 8527.9902 / cel. (31)82299186 / (31)88953139

belo horizonte-MG/    email: neoreabilitacao@hotmail.com

Como proteger seu filho de um nerd mané !!!!!!

nerd tomando porrada

informes

Notícias 8 resultados novos para belo horizonte
Belo Horizonte recebe equipamentos de segurança para a Copa
Globo.com
Novos equipamentos de segurança foram apresentados nesta quinta-feira (13) em Belo Horizonte, durante cerimônia na Cidade Administrativa. O evento ocorreu simultaneamente em todas as cidades-sede. As ferramentas vão ser usadas como reforço na 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
Usuários enfrentam problemas na rodoviária de Belo Horizonte
Globo.com
As pessoas que precisam usar a rodoviária de Belo Horizonte enfrentam problemas. O transporte coletivo é um assunto delicado e estratégico, num país que sedia eventos como a Copa do Mundo, ou a das Confederações. Por isso, falou-se tanto na 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
BH terá arraial especial na Copa das Confederações
Terra Brasil
Durante o torneio, que acontece entre 15 e 30 de junho, os jogos serão exibidos no telão e diversas atrações musicais passarão pelos palcos montados na Praça da Estação, no centro de Belo Horizonte. A maior festa junina da região Sudeste do Brasil tem 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
BH terá dois robôs para combate a bombas na Copa das 
Globo.com
Belo Horizonte terá dois robôs especializados no combate a bombas para segurança dos moradores e turistas na Copa das Confederações. O equipamento de fabricação norte-americana será usado em todas as cidades-sede, e foi adquirido 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
Delegação do Taiti recebe boas-vindas do prefeito de Belo Horizonte
Terra Brasil
A seleção do Taiti recebeu, na quarta-feira, uma homenagem de boas-vindas da prefeitura de Belo Horizonte. O evento contou com o prefeito da cidade, Marcio Lacerda, e também de representantes da própria Fifa. – A união entre o amor pelo futebol típico 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
Taiti muda De hotel em Belo Horizonte
Diário de Cuiabá
A seleção do Taiti se despediu do CT Lanna Drumond, do América-MG, ontem. Após mais um treinamento, o elenco se hospedou em outro hotel em Belo Horizonte, onde ficará até a estreia na Copa das Confederações, marcada para segunda, contra a 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
Ingressos para o Festival Promessas estão à venda em Belo 
Globo.com
Começou na tarde desta quinta-feira (13) a venda de ingressos para o Festival Promessas, que reúne seis atrações da música gospel no dia 6 de julho, no Mineirinho, em Belo Horizonte. As entradas podem ser adquiridas em vários pontos da capital e em 
Veja todos os artigos sobre este tópico »
Mais de 60 atrações se apresentam na Festa Música em Belo 
Globo.com
Entre 14 e 23 de junho Belo Horizonte será palco da Festa da Musica. Nesta sétima edição, serão mais de 60 shows gratuitos, entre jovens artistas e atrações já consagradas. Raul de Souza, Leo Gandelman, Juarez Moreira, Arthur Maia, Itiberê Zwarg, 
Veja todos os artigos sobre este tópico »

Central de monitoramento dentro do 16º Batalhão da PM, no Bairro 
Estado de Minas
A segurança no entorno dos estádio de Belo Horizonte agora conta com um esquema de  dentro da sede do 16º Batalhão da PM, no Bairro Santa Tereza.

Entorno do estádio Independência ganha câmeras do Olho Vivo
O Tempo
A central será comandada no 16º Batalhão de Polícia Militar, no Santa Tereza, região Leste de BHMoradores do entorno do Independência, no bairro Horto, 
Belo Horizonte,
Estado de Minas
O novo trecho se junta com a parte da Avenida Tereza Cristina que dá acesso aos bairros SantaMargarida, Parque Industrial e Jardim Industrial, 
Web 1 resultado novo para bairro santa tereza belo horizonte
Música ocupa as praças de Belo Horizonte – Santa Tereza Tem
A música vai ocupar Belo Horizonte entre os dias 14 e 23 de junho.  Feira Tom Jobim (Avenida Carandaí, bairro Santa Efigênia) e nas praças Sete (Centro), 
www.santaterezatem.com.br/…/musica-ocupa-as-pracas-de-bel…

Linha 9210 – quadro de horários

acesse: http://servicosbhtrans.pbh.gov.br/bhtrans/servicos_eletronicos/transporte_qh_resultado.asp?linha=9210#

Trasporte Coletivo Horario de ônibus

Mapa de Serviços
Icone de ônibus

Linha 9210
SANTA TERESA/PRADO

Nova busca:

TARIFA: R$ 2,80

CONCESSIONÁRIO:

CONSORCIO BHLESTE
RUA AQUILES LOBO ,  504  –  FLORESTA
CEP:  30150160
TELEFONE:  08002837045
FAX:

PRADO

SANTA TERESA

Clique na seta para verificar o horário Clique no horário para verificar o itinerário

icone expandir  DIA UTIL Sublinha: PRINCIPAL
Horas 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23
Minutos 10
30
50
10
30
50
10
30
50
10
40
10
40
10
40
08
21
30
44
07
32
02
32
02
32
02
32
02
22
42
02
22
42
02
22
42
02
32
02
32
02
32
02
32
02
30

santa tereza belo horizonte

Festa São Jorge – Rosas Entre Livros – Praça Duque de Caxias – 23 de abril

 

Festa São Jorge – Rosas Entre Livros
O “Sempre um Papo” convida para a “Festa São Jorge – Rosas Entre Livros”, uma celebração generosa e solidária, onde as pessoas trocam livros por rosas. No 15º ano de realização, a programação cultural inclui apresentações de Lula Ribeiro e dos Tambores de Jorge – de Maurício Tizumba, contação de histórias com a Trupe Maria Farinha, sorteio de livros. Em sintonia com a tradição, as 200 primeiras pessoas que doarem livros vão receber uma rosa. No dia 23 de abril, terça-feira, das 17h às 21h, na Praça Duque de Caxias, Santa Tereza, com entrada gratuita.

O dia 23 de abril tem o livro cravado em sua história. Mais de cem países comemoram o “Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor”, data lançada pela UNESCO em 1996. Curiosamente, é o dia de nascimento e morte de Shakespeare (1564-1616). Na Espanha, em 1616, morre Miguel de Cervantes, autor de “Dom Quixote de La Mancha”. Por esse motivo, na Catalunha (Espanha), as pessoas trocam livros por rosas. Uma rosa por São Jorge, padroeiro, e um livro por Cervantes, tradição que inspirou essa festa em Belo Horizonte, idealizada pelo diretor do Sempre Um Papo, Afonso Borges.

Programação:

17h – abertura com troca de livros por rosas

18h – Trupe Maria Farinha – Sandra Bittencourt e Babu Xavier contando e encenando a história de São Jorge

19h – Apresentação de Dança Flamenca, com Marina Lima

19h30 – Show com Lula Ribeiro

20h30 – Oração de São Jorge

20h30 – Tambores de Jorge – de Maurício Tizumba

21h – Encerramento

Data: 23/04/2013 à 23/04/2013
Horário: Das 17h às 21h
Local: Praça Duque de Caxias
Info venda: (31) 3261-1501 – http://www.sempreumpapo.com.br
Preço: Entrada Franca

Farmácia Popular – lista de remédios

O Programa Farmácia Popular foi desenvolvido pelo Governo Federal Brasileiro e tem parceria com governos de estados, de municípios e com estabelecimentos e entidades que pertencem ao setor privado e é considerado um sucesso devido o oferecimentos de medicamentos mais baratos para a população que sofre de doenças crônicas cujo tratamento necessitam do uso diário de remédios.

Os medicamentos inclusos no Programa Farmácia Popular são vendidos nos estabelecimentos da Rede Farmácia Popular e Rede de farmácias vinculadas ao Programa com descontos que chegam até 90% em cada remédio. A lista oficial dos medicamentos disponíveis contava desde o início do programa com 108 medicamentos, mas em maio de 2011 foram incluídos mais cinco medicamentos ampliando o benefício à população que necessita desses remédios para seus tratamentos.

O objetivo desse programa é permitir que os cidadão brasileiros tenham fácil acesso a medicamentos de doenças comuns como diabetes, colesterol, hipertensão, dislipidemia, rinite, asma, glaucoma, osteoporose, doença de Parkinson, como também anticoncepcionais e até fraldas geriátricas, podendo todos ser adquiridos bem mais baratos do que no mercado tradicional. Muitas vezes, alguns desses medicamentos podem ser adquiridos até de graça, como é o caso do benefício que é concedido para os que sofrem de diabetes e hipertensão.

Os novos cinco medicamentos que integram a lista da farmácia popular neste ano foram:

Loratadina, que é um antialérgico;

Losartana potássica, que atua contra a hipertensão arterial;

Fluoxetina, que é um antidepressivo;

Alendronato de sódio, que é indicado para osteoporose;

Clonazepan (que é um ansiolítico).

Desses citados, vale lembrar que o losartana potássica é gratuito, junto dos 12 medicamentos para diabetes e hipertensão, que integram a ação Saúde Não Tem Preço, desde fevereiro de 2011. Os outros quatro da lista seguem a norma dos itens que tem 90% de desconto.

Veja a lista de medicamentos do Farmácia Popular

MEDICAMENTO / CORRELATO APRESENTAÇÃO UNIDADE DE CADASTRO PREÇO DE DISPENSAÇÃO (R$)
Acetato de medroxiprogesterona 150 mg/mL Ampola 1,24
Aciclovir 200mg/comp. Comprimido 0,28
Ácido Acetilsalicílico 500mg/comp. Comprimido 0,035
Ácido Acetilsalicílico 100mg/comp. Comprimido 0,03
Ácido Fólico 5mg/comp. Comprimido 0,054
Albendazol 400mg/comp. mastigável Comprimido 0,56
Alendronato de Sódio 70 mg/comp. Comprimido 0,37
Alopurinol 100mg/comp. Comprimido 0,08
Amiodarona 200mg/comp. Comprimido 0,2
Amitriptilina(Cloridrato) 25mg/comp. Comprimido 0,22
Amoxicilina 500mg/cáps. Cápsula 0,19
Amoxicilina 250mg/5mL/pó p/susp. oral Frasco 60 mL 1,96
Amoxicilina 250mg/5mL/pó p/susp. oral Frasco 150 mL 4,9
Atenolol 25mg/comp. Comprimido 0
Azatioprina 50mg/comp. Comprimido 1,4
Azitromicina 500mg/comp. Comprimido 2,64
Benzilpenicilina Benzatina 1.200.000ui/pó p/sus. inj. Frasco-ampola 1,5
Benzilpenicilina Procaína+Potássica 300.000+100.000ui/pó/sus. inj. Frasco-ampola 1,5
Benzoato de Benzila 200mg/mL/emulsão Frasco 100 mL 1,4
Benzoato de Benzila 200mg/mL/emulsão Frasco 60 mL 1,1
Biperideno 2mg/comp. Comprimido 0,073
Brometo de n-butilescopolamina 10 mg/frasco frasco de 20 mL 3,9
Carbamazepina 200mg/comp. Comprimido 0,13
Carbidopa + Levodopa 25mg + 250mg/comp. Comprimido 0,48
Cefalexina(Cloridrato ou Sal Sódico) 500mg/cáps. Cápsula 0,4
Cefalexina(Cloridrato ou Sal Sódico) 250mg/5mL/susp. oral Frasco 60 mL 4,96
Cefalexina(Cloridrato ou Sal Sódico) 250mg/5mL/susp. oral Frasco 125 mL 10
Cetoconazol 200mg/comp. Comprimido 0,23
Captopril 25mg/comp. Sulcado Comprimido 0
Ciprofloxacino 500mg/comp. Comprimido 0,38
Clonazepam 2mg/comp Comprimido 0,06
Cloreto de Potássio 60mg/mL/xpe. Frasco 100 mL 1,88
Cloreto de Sódio 0,9% 9mg/mL/sol. nasal Frasco 0,95
Clorpromazina 25mg/comp. Comprimido 0,1
Clorpromazina 100mg/comp. Comprimido 0,125
Dexametazona Crem.0,1% Tubo 1
Dexclorfeniramina(Maleato) 2mg/comp. Comprimido 0,06
Dexclorfeniramina(Maleato) 0,4mg/sol. Oral Frasco 120 mL 2,07
Diazepam 5mg/comp.sulcado Comprimido 0,04
Diazepam 10mg/comp.sulcado Comprimido 0,08
Digoxina 0,25mg/comp. Comprimido 0,06
Dipirona 500mg/mL gts Frasco 10 mL 0,7
Doxiciclina 100mg/comp. Comprimido 0,38
Enalapril 10mg/comp. Comprimido 0
Enalapril 20mg/comp. Comprimido 0
Enantato de Noretisterona+Valerato de Estradiol 50mg+5mg/injetável Seringa 1 mL 1,13
Eritromicina(Estearato ou Etilsuccinato) 125mg/5mL/susp. oral Frasco 60 mL 2,3
Eritromicina(Estearato ou Etilsuccinato) 500mg/comp./cáps. Comprimido 0,54
Etinilestradiol+Levonorgestrel 0,03mg+0,15mg/comp Cartela c/ 21 cápsulas 0,42
Fenitoína 100mg/comp. compimido 0,1
Fenobarbital 100mg/comp. Comprimido 0,06
Fluconazol 100mg/rev. Cápsula 0,95
Fluconazol 150mg/rev. Cápsula 0,95
Fluoxetina 20mg/comp. Comprimido 0,06
Fosfato de Oseltamivir 75mg/comp comprimido Gratuito
Furosemida 40mg/comp. Comprimido 0
Glibenclamida 5mg/comp. Comprimido 0
Haloperidol 1mg/comp. Comprimido 0,08
Haloperidol 5mg/comp. Comprimido 0,12
Haloperidol 2mg/mL/sol. oral Frasco 20 mL 1,94
Hidroclorotiazida 25mg/comp. Comprimido 0
Ibuprofeno 300mg/comp. Comprimido 0,16
Levonorgestrel 0,75mg/comp. Comprimido 3,47
Loratadina 10mg/comp. Comprimido 0,05
Losartana 50mg/comp. Comprimido 0
Mebendazol 100mg/comp. Comprimido 0,05
Mebendazol 100mg/5mL/sup. Oral Frasco 30 mL 1,1
Metformina 500mg/comp. Comprimido 0
Metformina 850mg/comp. Comprimido 0
Metildopa 250mg/comp.rev Comprimido 0
Metildopa 500mg/comp.rev Comprimido 0
Metoclopramida (Cloridrato) 10mg/comp. Comprimido 0,04
Metoclopramida (Cloridrato) 4mg/mL/sol.oral Frasco 10 mL 0,75
Metronidazol 250mg/comp. Comprimido 0,1
Metronidazol 5% creme vaginal Tubo 50 gramas 2,15
Metronidazol (Benzoato) 200mg/5mL/susp. oral Frasco 100 mL 2,4
Miconazol (Nitrato) 2%/locão Frasco 30 mL 1,86
Miconazol (Nitrato) 2%/pó Frasco 30 mL 4,95
Monitrato de Isossorbida 20mg/comp. Comprimido 0,1
Neomicina (Sulfato) + Bacitracina (Zíncica) 5mg + 250ui/g/pom. Tubo 10 gramas 1,35
Neomicina (Sulfato) + Bacitracina (Zíncica) 5mg + 250ui/g/pom. Tubo 15 gramas 2,02
N|ifedipina 20mg/cop.lib.cont. Comprimido 0
Nistatina 25.000 UI/crem. Vaginal Tubo 60 gramas 2,28
Nistatina 25.000 UI/crem. Vaginal Tubo 50 gramas 1,9
Nistatina 100.000 UI/mL/ susp. Oral Frasco 30 mL 3,62
Noretisterona 0,35mg/comp. Cartela c/ 35 comprimidos 0,5
Omeprazol 20mg/cáps. Cápsula 0,23
Paracetamol 500mg/comp. Comprimido 0,09
Paracetamol 200mg/mL/sol. Oral gts Frasco 10 mL 0,85
Paracetamol 200mg/mL/sol. Oral gts Frasco 15 mL 1,27
Paracetamol 100mg/mL/sol. oral gts. Frasco 10 mL 0,7
Paracetamol 100mg/mL/sol. oral gts. Frasco 15 mL 1
Prednisona 20mg/comp. Comprimido 0,18
Prednisona 5mg/comp. Comprimido 0,08
Prometazina (Cloridrato) 25mg/comp. Comprimido 0,12
Propranolol (Cloridrato) 40mg/comp. Comprimido 0
Ranitidina 150mg/comp. Comprimido 0,12
Sais p/ Reidratação Oral pó p/sol. Oral Envelope 27,9 gramas 0,6
Salbutamol (Sulfato) 2mg/comp. Sulcado Comprimido 0,04  
Salbutamol (Sulfato) 2mg/5mL/xpe. Frasco 120 mL 1,15  
Salbutamol (Sulfato) 2mg/5mL/xpe. Frasco 125 mL 1,2  
Sinvastatina 20mg/comp. Comprimido 0,38  
Sulfametoxazol + Trimetoprima 400mg + 80mg/comp. Comprimido 0,08  
Sulfametoxazol + Trimetoprima 200mg + 40mg/5mL/susp. Oral Frasco 50 mL 1,45  
Sulfametoxazol + Trimetoprima 200mg + 40mg/5mL/susp. Oral Frasco 60 mL 1,74  
Sulfametoxazol + Trimetoprima 200mg + 40mg/5mL/susp. Oral Frasco 100 mL 2,9  
Sulfasalazina 500mg/comp. Comprimido 0,4  
Sulfato Ferroso 40mg Fe(II)/comp. rev. Comprimido 0,04  
Sulfato Ferroso 25mg/mL Fe(II)/sol. Oral Frasco 30 mL 0,75  
Tiabendazol 5%/pom. Tubo 20 gramas 2,89  
Valproato de Sódio 50mg/mL/xpe. Frasco 100 mL 4,05  
Verapamila (Cloridrato) 80mg/comp. Comprimido 0  
Preservativo Masculino   unidade

massoterapia em Santa Tereza- Belo Horizonte

TUINÁ (massagem chinesa em Belo Horizonte)

MARCELO (massoterapeuta belo horizonte) – (31)97569006

“O ser humano atual deve reconsiderar o modo de tratar o seu corpo, voltando a usar técnicas milenares de massagem. Para que o legado antepassado da busca pela saúde venha a formar futuras gerações mais saudáveis fisicamente e menos sedentárias.”
Marcelo

marcelo (massoterapeuta belo horizonte) (31)97569006

acesse:  massoterapiabelohorizonte.wordpress.com

https://twitter.com/massoterapiabh

“Já viajei por várias partes do mundo e fiz massagens com diversos massagistas de variados estilos e técnicas e o Marcelo é um dos melhores massagistas que já me atendeu. Sua massagem é realmente uma das melhores. Parabéns amigo e continue assim… abraço” (Milton Nascimento)

noticias

Dois presos após invadirem mansão no Santa Tereza – Minas – Hoje 
Eles são suspeitos de terem invadido uma casa luxuosa, no bairro Santa Tereza, região Leste deBelo Horizonte, no início desta noite. De acordo com os 
www.hojeemdia.com.br/…/dois-presos-apos-invadirem-mans-…
O Centro de Referência Bem-Vinda de Belo – Santa Tereza Tem
Rua Hermilo Alves, 34 – Santa Tereza – BH/MG – cep 30.110-060. Telefones: (31)  18, 21 e 22 -Bairro Funcionários – BH/MG – cep 30.130-150. Tel: (31) 
santaterezatem.com.br/…/o-centro-de-referencia-bem-vinda-de…

Câmeras do Olho Vivo chegam ao tradicional reduto boêmio de Santa Tereza

Ataques a estabelecimentos comerciais e a pedestres – assaltos, arrombamentos e sequestros relâmpago – acabaram com o sossego de moradores e visitantes do Bairro Santa Tereza, Leste de Belo Horizonte. No reduto de noites agitadas, até a boemia se arrefeceu com a ousadia dos ladrões. Os apelos foram muitos à cúpula de segurança do estado, mas o máximo que os representantes da comunidade conseguiram foi um policiamento esporádico e a presença da Guarda Municipal, diuturnamente, na Praça Duque de Caixas, que chegou a se tornar inviável ao mais corajoso e destemido cidadão.

Esta semana, o professor universitário Iano Filp, de 38 anos, presidente da Associação Comunitária do Bairro Santa Tereza, assustou-se com um poste diferente na esquina das ruas Quimberlita e Tenente Freitas, o epicentro do chamado Alto dos Piolhos, um dos mais frequentados redutos do bairro. Trata-se de um poste para receber uma câmera de videomonitoramento. Boemia sob vigilância? “Depois de tantos apelos, começaram a instalar os equipamentos, mas sem nos consultar para saber onde são realmente necessários”, queixa-se.
Mas a instalação das câmeras não atende, necessariamente, o apelo de moradores e comerciantes do Santa Tereza. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informa, em comunicado, que “o projeto de videomonitoramento que contemplará o Bairro Santa Tereza faz parte de uma das ações que envolvem a Copa do Mundo e Copa das Confederações, cujo objetivo é monitorar o entorno do Estádio Independência (no Horto), propiciando maior segurança a torcedores, comitivas e comunidade, sendo um legado que será deixado para a região”.

O Bairro Santa Tereza está grifado na nota da Seds, porque o projeto contemplará também ruas e avenidas dos bairros Floresta, Horto e Sagrada Família, com a instalação de 18 câmeras. Se a comunidade foi consultada ou não, uma volta pelo bairro deixou Iano convencido de que a notícia agradou. Primeira parada, bar e restaurante do músico Marilton Borges. “Acho ótimo. Sofremos vários arrombamentos. No último, levaram um teclado e uma televisão, dessas grandes. Aqui há muita droga e droga traz violência. Muito bom para nós e para os clientes. Estão assaltando e sequestrando pessoas durante o dia.” Filp reforça: “E pelo menos 70% dos moradores do bairro são idosos”.

Quem também espera um reflexo positivo das câmeras é Carlos Alberto Bizzotto, dono de padaria, na Rua Bocaiúva, também no Alto dos Piolhos. Ele é parente da atriz Cecília Bizzotto, covardemente assassinada dentro de casa, no Bairro Santa Lúcia, no início do mês passado. “Perdi as contas de quantas vezes fui assaltado, quase sempre depois das 18h. Tivemos reunião com a Polícia Militar e fomos orientados a dificultar a ação dos ladrões. Ou seja, passaram a responsabilidade para nós. Contratei um segurança, o que, evidentemente, aumentou meus custos.”

Carlos Alberto integrou uma comissão que procurou a cúpula da segurança pública em busca de ajuda. “Houve uma reunião, há um ano, em que pedimos a instalação de câmeras, porque não havia policiamento ostensivo no bairro. Mas as prefeitura nos informou que não havia recursos. Os PMs, que de vez em quando passavam aqui de bicicleta, sumiram depois que contratei o segurança.” Filp mais uma vez intervém: “Depois, vieram os militares da cavalaria, que também sumiram. Pelo menos conseguimos um guarda municipal para patrulhar a Praça Duque de Caxias”.

O professor queria que a associação fosse consultada, porque acha que, entre outros locais não contemplados pelo projeto, uma câmera deveria ser instalada na saída da passarela do metrô, na ponta da Rua Bocaiúva. “O lugar é perigoso, mal iluminado e são constantes os assaltos.” Mesmo assim conforma-se, porque entende que não se pode ter tudo. A esperança é de que as câmeras tragam o sossego esperado. “É uma somatória. Se junta ao pouco que existe em termo de segurança”, diz Eduardo Tófani, dono de restaurante na Rua Mármore.

Beber e se divertir no Alto dos Piolhos e em outros points de Santa Tereza vai ficar menos perigoso. Por que Alto dos Piolhos? Não é, como se poderia pensar, uma forma irônica de tratamento dos visitantes. Filp explica a origem: “Havia no local uma fazenda, um sanatório para tuberculosos, que sofreu uma epidemia de piolhos. Daí o nome”.

fonte:http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/11/28/interna_gerais,332628/boemia-sob-vigilancia-em-bairros-tradicionais-de-belo-horizonte.shtml

Cadu de Andrade volta ao Palácio das Artes / 23 de novembro, às 21h.

Cadu Andrade apresenta Sobre Nós Dois | 23 de novembro de 2012
Sala Juvenal Dias

 

 DESCRIÇÃO DA IMAGEM
Foto: Divulgação

O cantor, compositor e instrumentista Cadu de Andrade volta ao Palácio das Artes, à sala Juvenal Dias, para apresentar músicas inéditas, cantadas na tour de 2012 pela Europa, e relembrar canções de seus CD’s Holofotes e  Não me acendo Só. A apresentação acontece no dia 23 de novembro, às 21h.

Na ocasião, Cadu convida o pianista carioca Victor Huggo. No repertório, canções como Litoral e FebreSobre nósO escuro do solQuero lembrar e as inéditas Blues sem nomesMil CaminhosNão era assim que deveria estar.


Serviço

Evento: Sobre Nós Dois
Data: 23/11/2012
Horário: 21
Local: Sala Juvenal Dias
Duração: 80min
Classificação: 18 anos
Preço: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia)
Informações para o público: (31) 3236-7400

Exploração de massoterapeutas de quick massage em Belo Horizonte

Você que é massagista de quick massage , tome cuidado . Certas empresas entram em contato ofereçendo carteira assinada e te colocam trabalhando 2 semanas.

Depois te dispensam, e te pagam uma miséria , relativo ao período trabalhado. E falam que a empresa não gostou do período de testes ,ou que vão arranjar outro massagista, etc….

Isto tudo entremeado com muita esperteza, lábia e muitas promessas. Te tratam bem, te elogiam , e no final colocam outro massagista para fazer a mesma coisa com ele.

E ainda têm a cara de pau de pedir indicação de outros massagistas.

Este é o conto da carteira assinada.

Espalhem esta informação.

2º Festival Natura Musical reúne 21 artistas em Belo Horizonte no dia 24 de junho / 2012

Capital mineira recebe atrações gratuitas como Gilberto Gil, Seu Jorge e Tom Zé em três palcos diferentes

por Tânia VinhasFonte: viajeaqui
 MaurícioSantana/Grudaemmim

A proposta do Festival Natural Musical é simples: “um domingo de encontro com a música brasileira”. Marcado para o dia 24 de junho em Belo Horizonte, o evento traz nomes como Gilberto Gil, Vander Lee, Roberta Sá, Seu Jorge, Tom Zé e ainda propõe duplas inéditas, como o cantor de samba-rap Flávio Renegado e o rapper paulista Emicida.

Nesta segunda edição do festival mineiro, as atrações acontecerão simultaneamente em três palcos da cidade: Duque de Caxias, em Santa Tereza (região leste); estacionamento do Expominas (a 5km do Centro); e Praça JK, em Mangabeiras (região centro-sul). Em dois dos três palcos, a programação começa com uma atração infantil.

No total, serão 11 horas de música gratuita com 21 diferentes artistas de vários estados. Desta vez, para participar dos shows nos palcos do Expominas e na Praça JK será necessário retirar antecipadamente os ingressos, que continuam gratuitos.

A retirada dos ingressos poderá ser feita a partir do dia 18 de junho pelo site do evento e cada pessoa poderá pedir até dois ingressos por praça – serão distribuídas 40 mil entradas para os dois palcos. É necessário preencher um formulário no site para receber os ingressos por e-mail.

Festival Natura Musical em Belo Horizonte

Onde: Praça Duque de Caxias (Santa Tereza), Praça JK (Mangabeiras) e Estacionamento do Expominas (Gameleira)

Quando: 24 de junho

Quanto: grátis

Ingressos: devem ser obtidos a partir do dia 18 no site http://www.sympla.com.br/festivalnaturamusical

Informações: http://www.naturamusical.com.br/

Programação:

Praça Duque de Caxias

10h: Catibiribão (MG)

11h30: Jazz Mineiro Orquestra (MG) convida Naná Vasconcelos (PE)

14h: Graveola e o Lixo Polifônico (MG)

15h15: Otto (PE)

16h45: Tom Zé (BA) convida Mallu Magalhães (SP)

Restauração do Cine Santa Tereza vai sair do papel


Alvaro Fraga – Estado de Minas

Publicação: 30/05/2012 06:00 Atualização: 30/05/2012 07:06

Prometida desde 2003, quando foi incluída no Orçamento Participativo, a tão esperada restauração do Cine Santa Tereza, na Praça Duque de Caxias, no mesmo bairro, na Região Leste de BH, finalmente vai sair do papel. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smob), abriu licitação para contratação da empresa que executará as obras, orçadas em R$ 2 milhões. A reforma deve estar concluída até o fim do ano.

Os recursos para a restauração são, em grande parte, da iniciativa privada. A Vale já repassou à administração municipal R$ 1,7 milhão. Esse valor faz parte de um pacote de medidas compensatórias a serem financiadas pela mineradora como contrapartida para as intervenções no trecho ferroviário entre BH e Sabará. Os outros R$ 300 mil necessários à restauração serão repassados pela PBH.

O projeto executivo da revitalização do antigo cinema, que passará a se chamar Centro Cultural Santa Tereza, foi feito pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e prevê sala de exibição com capacidade para 150 pessoas, espaço de convivência multiuso, biblioteca, cafeteria e sanitários. O resultado da licitação será conhecido em 28 de junho, quando serão abertos os envelopes.

A diretora de Patrimônio da Fundação Municipal de Cultura, Michele Arroyo Borges, destacou a importância da restauração. O antigo Cine Santa Tereza foi inaugurado na década de 1940 e funcionou como sala de exibição até a década de 1980, quando vários cinemas de rua fecharam as portas.

Foram feitas tentativas de usar o espaço para outras atividades, como casa de shows e boate, mas nada deu certo. O local ficou fechado por muitos anos, foi desapropriado pela prefeitura e passou a sediar festivais e mostras de cinema. O imóvel ainda não foi tombado pelo município, mas está em andamento um estudo de viabilidade de tombamento que garante a sua proteção.

variados

Azaléia Cerimonial | Festas BH
Agentes Prod Culturais. Rua Mármore, 29 – A201. Bairro Santa TerezaBelo Horizonte – MG – CEP:31.010-220. Telefone: 3225-7521 
www.festasbh.net/azaleia-cerimonial
Elogio à volta de Ricardinho – Vôlei – Superesportes
O Ginásio da Art Telemig, no Bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte, foi palco do encontro de três gerações da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei.
www.mg.superesportes.com.br/…/elogio-a-volta-de-ricardinho…
Apartamento – Santa Tereza – R$ 1.300,00 | Souza & Alves
BairroSanta Tereza, Cidade: Belo Horizonte. Referência: PRÓXIMO AV. DO CONTORNO. Tipo: Apartamento. Valor: R$ 1.300,00, Valor Condominio: R$ 295, 
www.souzaealves.com/imovel/apartamento/santa…/I00231

Atenção moradores de Santa Tereza, projeto novo visa melhorar a sinalização do trãnsito no bairro !!!!!!

SOBRE ISSO PROCURE NO ULTIMO JORNAL DE SANTA TEREZA.

MAIS PARA FRENTE COLOCAREMOS MAIS INFORMAÇÕES.

 

Finalmente depois de 50 anos colocaram 1 quebra molas na rua salinas.

Se não for pedir demais os moradores da Salinas gostariam também de semáforo na altura do Bolão e muitos quebra molas por toda a rua e mais semáforos nos pontos críticos. Isso dado ao fato da rua salinas ter movimento de uma avenida, por causa da mudança de mão da rua de baixo.

O negócio e terminar com essa corrida mortal de formula 1 na rua salinas e com os pilotos de buteco que trombam os carros todo fim de semana no bairro.

tags

quebra molas rua salinas, semáforo santa tereza belo horizonte

ITAÚ – o pior banco do Brasil – E o que mais cresçe as custas dos desavisados !!!!!!!!

É um absurdo como o governo deixa um banco deste atuar da forma que atua.

Lista de abusos do banco Itaú;

- Cobranças indevidas de retiradas total de empréstimos, o que pode ser considerado estelionato. A desculpa deles é que ocorreu um erro sistêmico. Com isso eles tentam prejudicar os clientes mais idosos e inocentes.

- Anuidades abusivas, fora do combinado, tentando enganar os desavisados que não ficam em cima da contabilidade.

- Possíveis estelionatos vindos de dentro do pessoal do próprio banco.

- Confirmado a inocência do cliente que sofre estelionato, o banco continua a ligar fazendo as cobranças, tentando vençer as pessoas pelo cansaço, obrigando a vítima a entrar em todas as instâncias possíveis para escapar das garras do banco. Uma verdadeira via crusis.

Não é a toa que o salário do funcionalismo saiu do monopólio do Itaú e passou para o banco do Brasil.

O que a população quer?

Que o governo acabe com este banco abusivo que só faz o Brasileiro ser sugado até a alma.

Assuntos relacionados: banco itaúreclamaçõesbanco central

Itaú lidera lista de reclamações divulgada pelo Banco Central

SÃO PAULO – Novos dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC) sobre as reclamações de clientes mantêm o Itaú como líder no ranking de queixas, seguido pelo Banco d…

Renato Carvalho / Agências

SÃO PAULO – Novos  dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC) sobre as reclamações de clientes mantêm o Itaú como líder no ranking de queixas

notícias e anúncios

Confusão no Bolão: Caderno de Polícia do Jornal Aqui
 arma para funcionários de restaurante tradicional do Bairro de Santa Tereza  Duque de Caxias, Bairro Santa Tereza, Região Leste de Belo Horizonte.
aqui.uai.com.br/app/noticia/…/confusao-no-bolao.shtmlImperdível Linda Casa em Excelente Localização de Santa tereza 
Responda a este anúncio para mais informações. R$ 300. Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil; BairroSanta Tereza; Data de publicação: Março 
belohorizonte.olx.com.br/imperdivel-linda-casa-em-excelente-…Imóvel Belo Horizonte Santa Tereza Apartamento Aluguel JC998A 
Apartamento no bairro Santa Tereza em Belo Horizonte/MG  Tipo: Apartamento ; Bairro:Santa Tereza; Cidade: Belo Horizonte; Estado: MG; Cód. Ref.: JC998A 
www.redemorar.com.br/detalhes-do-imovel/casa…/JC998A

Ex-BBB Renata garante que não é muito vaidosa
UAI
Nascida em Belo Horizonte, ela revela: “Sou bem quietinha assim mesmo.  que foram realizadas no bairro carioca de Santa Tereza, usando um short bem curto 

Fusca hot rod em santa tereza

ANTIGO MERCADO DISTRITAL / resultado

Mercado vira escola depois de muita polêmica, a prefeitura decidiu que o centro de compras vai abrigar um curso profissionalizante e playground com pista de skate e outros atrativos para todas as idades.

Antigo Mercado Distrital de Santa Tereza

O futuro do Mercado Distrital de Santa Tereza, no bairro de mesmo nome na Região Leste de Belo Horizonte, foi marcado de incertezas, polêmicas e brigas, mas agora a prefeitura bateu o martelo e decidiu o seu destino: vai virar Escola Profissionalizante Automotiva do Serviço Nacional do Aprendizagem Industrial (Senai). A notícia foi dada terça-feira a representantes dos moradores pela secretária de administração municipal da Regional Leste, Rita Margarete de Cássia Freitas Rabelo. Participaram da reunião representantes do Senai, Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e lideranças da comunidade. A parte coberta vai abrigar a escola e o estacionamento transformado numa espécie de praça pública, com pistas de caminhada e skate, playground, áreas de jogos de mesa e teatro de arena.

“A opinião das pessoas e do mercado do bairro é que seja construída uma pista de skate, com entrada franca só para moradores e credenciados, pois este  esporte hoje em dia está atraindo milhares de pessoas, podendo assim se comercializar alimentos , etc. A idéia é uma pista de nível médio e baixo de dificuldade, para dar ao aprendizes mais facilidade . Beneficiando também as pessoas que andam, mas não tem muitas habilidades. Serão assim dois espaços, um para amadores e iniciantes e outro para profissionais, todos se fundido entre si. O turismo agradeçe”  sbh

Superintendência de Comunicação Institucional

Todos os Estabelecimentos de Santa Tereza (Belo Horizonte) – procure por qualquer serviço, etc…..

Estabelecimentos – Santa Tereza (Belo Horizonte)
Veja onde ir em Santa Tereza: Melhores lugares Santa Tereza Belo Horizonte diferença entre o bairro Santa Rereza e os outros bairros de Belo Horizonte, .
br.srek.kekanto.com/mg/belo-horizonte/santa-tereza

Espetáculo “Nave Fluorescente” no Espaço Fluxo

foto ilustrativa do local

 

O espetáculo “Nave Fluorescente” estreia sua temporada de apresentações no dia 16 de março, sexta-feira, no Espaço Fluxo, casa de cultura localizada no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte.

Com concepção do músico e cantor, Rubens Aredes, e direção geral de Titane, o espetáculo mescla elementos da performance e da instalação. Surgiu da busca por um formato de trabalho por fora dos palcos e das gravações de discos, explorando novas possibilidades que a tecnologia de som, vídeo e internet podem proporcionar.

A apresentação, que ainda conta com participações dos músicos Leandro César, Pedro Durães, Gustavo Amaral e Adriano Goyatá, parte do envolvimento de Rubens Aredes com o público. Todos os espectadores serão conduzidos e levados a explorar os diversos ambientes do Espaço Fluxo, onde estarão instalados os músicos. Cada música apresentada será uma nova experiência do tempo e espaço.

O Espetáculo, produzido com os recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte – Fundo de Projetos Culturais – estreia dia 16 de março e fica em cartaz nos dias 17, 18, 24, 25 e 26 (sexta, sábado e domingo) no Espaço Fluxo, todos os dias às 19h30.

Nave Fluorescente
Data:
 16, 17, 18, 24, 25 e 25
Horário: 19h30
Local: 
Espaço Fluxo
Endereço: 
Rua Bueno Brandão, 259 – Santa Tereza
Preço: 
Entrada Gratuita
Informações: 
(31) 2535-2676

acidente de bonde na década de 30 no viaduto santa tereza

 

para ver mais fotos antigas acesse a fonte:

http://curraldelrei.blogspot.com/2010/09/os-anos-1930-primeira-crise-urbana-e-o.html

jay adams- um dos melhores skatistas de todos os tempos

Arnaldo Antunes e Scandurra na praça de santa tereza após o show/dia 12 -junho 2011.E curiosidade: um cachorro abajur !!!!!!

ele estava acariciando este cachorro

Alerta ao mercado – Dicas

Hoje foi anunciado que não será cobrado o cartão de cpf da pessoa para abertura de conta ou compras, o número será virtual. Isto possivelmente para evitar estelionatos.

Outra coisa que deve ser feita pelos bancos, lojas , etc… é a verificação da autenticidade da carteira de identidade, que só é possível se aberta para comprovar se o papel é oficial e não uma cópia de xerox, feita para pratica de estelionato. Portanto fique ligado !!!!!!!! Os estelionatos podem reduzir muito com essas dicas. Você profissional de qualquer área do mercado use essas dicas e evite prejuízos para você e sua empresa.

Outra dica que deve ser feita para quem vai consumir serviços ou produtos , como comida por exemplo, deve ser passar o cartão de crédito antes de comer e beber e de usufruir de serviços. Isto porque os sistema pode dar problema e o cartão não passar , gerando transtornos para o cliente e o profissional. Ainda mais quando o cliente não tem dinheiro para pagar. Passe essas dicas para frente !!!!!!!

Penso , logo existo !!!!!!!!! Pense mais e vacile menos !!!!!!!!!

É necessário colocar semáforo e quebra molas na rua Salinas na altura do Bolão !!!!!

A rua salinas na altura do bolão precisa de semáforo e quebra molas !!!

Seria bom quebra molas e semáforos também em toda a rua salinas, nos pontos perigosos.

O porque disso !!!????????

Primeiro, santa tereza é um bairro onde “a galera ” vem para beber, na maioria dos casos.

A 40 anos aconteçem trombadas constantes com feridos e mortos !!!!!!

Trombadas constantes nos portões das casas.

Risco constante de atropelamentos de pedestres !!!!!!

Caos na saída dos escolares !!!!!!!!!

Bêbados (no mínimo)  que saem do Bolão de madrugada e usam a salinas como pista de corrida , fazendo arruaças e arriscando a vida de pedestres e moradores.

Atenção motoristas: essa curva é perigosa e estreita e já feriu e matou pessoas. Por isso muito cuidado, não subestime essa curva da salinas na altura do Bolão !!!!!!!

“Eu mesmo já vi um motoqueiro morrendo na minha frente !!!!!”

( depoimento anônimo de um morador de santa tereza)

E mais: os moradores já vem a anos lutando com abaixo assinados e tudo mais e não conseguem nada !!!!!!!!!

Portanto pedimos que faça logo, antes que mais alguém seja ferido !!!!!!!!

E outra coisa importante é que o local é visitado por pessoas do Brasil e do mundo inteiro !!!!!!!!

Destaque: Almoço da Rosinha – Santa tereza

Prato do dia, pf e adicionais. Comida caseira entregue em casa a partir de R$7,50 o prato.

Almoço da rosinha – santa tereza e região / tel.(31)34815608

Sexta e sábado tem feijoada completa.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.